Cotidiano

Após matar adolescente em escola, rapaz pensou em suicídio com veneno de rato

diario da manha

Depois de matar a adolescente Raphaella Noviski, de 16 anos, nesta segunda-feira, no interior do Colégio Estadual 13 de Maio, em Alexânia, Misael Pereira, de 19 anos, foi detido com um revólver calibre .32m, máscara branca, um punhal e veneno de rato misturado a paracetamol. Segundo a delegada responsável pelo caso, Rafaela Azzi, a mistura das duas substâncias seria para o rapaz cometer suicídio após o crime.

O jovem teria dito ainda que não usaria a arma para tirar a própria vida pois tem medo de ficar tetraplégico. Ao prestar depoimento, ele falou que disparou onze vezes contra a garota para ter certeza de que ela morreria rápido e sem dor.

O crime aconteceu por volta das 8h desta manhã. Misael que não é aluno do colégio, perguntou pela vítima nos corredores e a encontrou dentro da sala de aula. No momento, ele utilizava uma máscara para não ser identificado. De acordo com Azzi, o rapaz não apresentou arrependimento.

Conforme aponta o site Metrópoles, durante o interrogatório o jovem informou que havia tentado presenteá-la. “Ela não estaria dando moral a ele. Ou seja, indício de crime passional”, disse a delegada.

O adolescente foi preso em flagrante e levado para a Unidade Prisional de Alexânia. A pena pode chegar a 30 anos de prisão, por feminicídio.

Comentários

Mais de Cotidiano