Cotidiano

Ministério Público de Goiás abre ação contra servidores fantasmas na Câmara Municipal

diario da manha

O promotor de Justiça do Ministério Público de Goiás (MP – GO), Fernando Krebs, propôs ação de improbidade administrativa contra um servidor fantasma na Câmara Municipal de Goiânia. Segundo a Assessoria de Comunicação Social do MP, a ação tem como alvo os ex-vereadores Rixard Nixon de Menezes e Charles Bento Evangelista e seus respectivos chefes de gabinete Bruno Diniz Machado e Alessandro Porto Batista.

Os dois assessores foram coniventes com o funcionário fantasma Gustavo Rocha Nápole entre junho de 2013 e dezembro de 2016.

Gustavo Nápole era funcionário efetivo do Município desde 2008 e foi colocado em 2013 à disposição dos gabinetes dos vereadores. Entretanto, durante os três anos ele cumpria jornada de trabalho das 9 horas às 18h48 na empresa Atento Brasil. Sua folha de frequência na Câmara era preenchida pelos então chefes de gabinete e durante todo o período Gustavo recebeu salário sem trabalhar.

O prejuízo aos cofres públicos foi de aproximadamente R$ 550 mil.

A ação foi proposta na quarta-passada e será julgada na 2º Vara da Fazenda Pública Municipal. Segundo o promotor Fernando krebs, o julgamento não tem prazo determinado para acontecer, e o processo pode durar até três ou quatro anos.

Comentários

Mais de Cotidiano