Cotidiano

Avião carregado de cocaína é apreendido

diario da manha
A droga estava escondida sob o assoalho da aeronave

A Polícia Federal, na madruga­da de quarta-feira (20/12), apreendeu 67 kg de cocaína num avião bimotor, estacionado num aeródromo às margens da GO-070, em Goiânia. A droga, que estava escondida no assoalho da aeronave, pertence a dois irmãos gêmeos, de nacionali­dade espanhola, e informaram que o bimotor tinha autorização para voar no Brasil até janeiro.

Os espanhóis, de 57 anos de idade, estavam nervosos quan­do pousaram o avião e o estacio­naram no hangar, o que reforçou a suspeita da Polícia Federal. Os agentes já investigavam uma mo­vimentação suspeita no local, a partir de uma denúncia anônima de que alguns locadores dos han­gares participavam de tráfico de drogas. O dono do hangar não teria conhecimento da ação dos irmãos, de acordo com o delegado Bruno Gama, chefe da Delegacia de Re­pressão a Narcóticos da Polícia Fe­deral. Segundo o dono, ele apenas havia alugado o espaço para que a aeronave fosse colocada lá.

Em nota, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a aeronave tinha permissão para entrada no Brasil. No entanto, a úl­tima autorização de voo foi expedi­da no dia 26/10, com um plano de voo para Goiânia. No site da Federal Aviation Administration (FAA), enti­dade que regula a aviação nos Esta­dos Unidos, consta que o avião tem registro válido até setembro de 2019.

Situado às margens da GO-070, na saída para Inhumas, o Aeródro­mo Nacional de Aviação Civil Bri­gadeiro Mário Eppinghauss, possui mais de 90 hangares, com vários do­nos diferentes. Arsenio Neiva Costa, presidente do Aeroclube de Goiâ­nia, afirmou que os espaços podem ser alugados por qualquer pessoa e não há como fiscalizar quem en­tra ou sai do local. O caso continua com a PF, tendo em vista que se tra­ta de tráfico internacional de drogas.

Foram apreendidos 67 kg de cocaína e os irmãos espanhóis serão indiciados por tráfico in(ternacional de drogas (FOTOS: REPRODUÇÃO )

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser