Cotidiano

Embriagado, motorista atinge veículo de família e mata pai 

diario da manha

Em Ceilândia, no Distrito Federal, um homem de 34 anos que dirigia uma caminhonete sob efeito de álcool, de acordo com a Polícia Civil (PC), bateu contra o carro de uma família, onde havia um bebê de 1 ano na neste domingo (17/12).

O pai e a mãe foram socorridos pelo Samu com supostas fratura, porém o pai da criança acabou não resistindo aos ferimentos e morreu nesta segunda-feira (18/17). Devido a morte do homem, o acidente foi registrado como homicídio doloso e acidente de trânsito com vítima fatal.

O condutor da caminhonete não ficou ferido e foi conduzido à 24ª DP. De acordo com a polícia, ele deve ser conduzido ainda nesta segunda à Divisão de Controle e Custódia de Presos, na Asa Sul, onde vai aguardar intimação da Justiça.

O acidente ocorreu próximo ao quartel do Corpo de Bombeiros. No carro atingido, pai e mãe foram socorridos pelo Samu. O homem, pai da criança, de 28 anos, foi conduzido ao Hospital Regional de Ceilândia com escoriações por todo o corpo, dores nos quadris e suspeita de fratura no braço direito.

Ainda segundo a PC, familiares da vítima comunicaram que “em virtude das lesões sofridas”, ele não resistiu aos ferimentos.

Já a mulher, mãe da criança, de 27 anos, foi transportada com suspeita de fratura nos braços e nas pernas. Os bombeiros não informaram o estado de saúde do filho. O local do acidente foi isolado pela Polícia Militar (PM) durante a madrugada.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o motorista que causou o acidente deixou o lugar depois de ser atendido pelo Corpo de Bombeiros, mas foi encontrado próximo do local pela Polícia Militar, que havia recebido um chamado para atender ao acidente.

“Devido ao seu estado de aparente embriaguez”, ele foi submetido ao teste do etilêmetro e o resultado constatou a presença de 1,24 miligrama de álcool expelido dos pulmões, em seguida foi conduzido voluntariamente à delegacia.

Com informações do Correio Braziliense

Foto/Corpo de Bombeiros/Divulgação

tags:

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser