Cotidiano

Haras é investigado após vídeo mostrar cavalos muito magros em Senador Canedo

diario da manha
Foto:Reprodução/TV Anhanguera

A Polícia Civil investiga um haras, localizado em Senador Canedo, após uma moradora da região, gravar um vídeo em que mostra os cavalos da propriedade extremamente magros. Segundo a corporação, o proprietário do estabelecimento foi multado em R$ 80 mil.

Nas imagens registradas pela mulher, os animais aparecem com os ossos bem visíveis, mas o dono alega que nunca faltou alimento a eles.

Após receber a denúncia, policiais foram até o local e confirmaram que os 11 equinos, que valem mais de R$ 300 mil, estavam desnutridos e doentes. As investigações apontam que os cavalos ficaram nessa situação depois que o dono do local morreu e os filhos começaram uma disputa pela herança.

Um laudo feito por veterinários da polícia, afirma que o cuidador não possui condições para continuar exercendo a função e que os animais correm risco de morrer.

O delegado do Meio Ambiente, Luziano de Carvalho informou que após multar o dono do haras, os cavalos foram transferidos para outra propriedade.

O proprietário dos animais informou à TV Anhanguera que está recorrendo da multa aplicada pela Agência de Meio Ambiente, de R$ 33 mil, e que já está pagando a multa de R$ 50 mil, aplicada pelo Ministério Público do Estado (MP-GO).

Além disso, diz que discorda dos laudos emitidos pela Polícia Civil e que nunca faltou alimento para os cavalos.

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser