Cotidiano

Mulher de Cabral deixa cadeia no Rio após decisão de Gilmar Mendes

diario da manha

A advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB), deixou a cadeia no Rio de Janeiro, nesta terça-feira (19/12), após ser beneficiada com decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que substituiu a prisao preventiva da ex-primeira dama de Cabral por prisão domiciliar. Adriana para sua casa, no Leblon.

Adriana já foi condenada a 18 anos de reclusão no processo referente à Operação Calicute, principal desdobramento da Operação Lava Jato no Rio e que levou para a cadeia, em novembro do ano passado, Cabral, ex-secretários de Estado e empresários.

A advogada responde pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. A sentença foi aplicada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, há três meses.

Ao analisar o pedido da defesa de Adriana Ancelmo, Gilmar Mendes argumentou que a prisão de mulheres grávidas ou com filhos sob os cuidados delas é “absolutamente preocupante”. Além disso, ele enfatizou que a condição financeira privilegiada dela não pode ser usada em seu desfavor. (Foto: Reprodução)

Comentários

Mais de Cotidiano