Cotidiano

Mulher é assassinada dois dias após ser agredida pelo ex-marido

diario da manha

A pedagoga Danielle Christina Lustosa Grohs foi encontrada morta na noite da última segunda-feira (18/12), na casa dela, em Palmas. Segundo a Polícia Militar, o médico e docente da Universidade Federal do Tocantins, Edson Monteiro de Oliveira Neto é o principal suspeito do crime. No sábado (16/12), ele foi detido suspeito de agredir e esganar a ex-esposa, no entanto, foi solto no dia seguinte depois de paga fiança.

Conforme informações do advogado da vítima, o homem teria ameaçado matar a professora outras vezes. O casal que viveu quase 20 anos junto, estava em processo de separação não amigável. O suspeito teria recolhido veículos pertencentes a Danielle e desligado a água da residência que ela vivia.

Depois de tentar entrar em contato com a vítima e não ter retorno, o advogado acionou a polícia. O corpo da mulher foi localizado de bruços em uma cama do imóvel dela. Até o momento não há informações a respeito da causa da morte.

Até a noite desta segunda-feira, o médico não havia sido preso.

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser