Cotidiano

Parte da obra de artista chinês desparece na Bienal de Curitiba

diario da manha
Foto/Reprodução/Internet

O presidente da Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, Luiz Ernesto Meyer Pereira, fez um boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial por causa do desaparecimento de uma parte de uma obra do artista chinês Liu Ruowang, exposta na área externa do Museu Oscar Niemeyer (MON).

A escultura era de um livro aberto de quase três metros de comprimento com um macaco no centro e estava exposta desde a abertura da Bienal, no dia 30 de setembro de 2017. O macaco desapareceu na manhã do dia 13 deste mês.

O presidente da Bienal acredita que o ato de vandalismo tenha sido feito por algum fanático religioso. A solicitação das imagens das câmeras de segurança já foi enviada e ainda nesta semana a polícia terá o material em mãos.

Comentários

Mais de Cotidiano