Cotidiano

Irmãos que esquartejaram pintor são condenados a mais de 40 anos de prisão

diario da manha
Foto/Reprodução/Internet

Os irmãos Altair Cantizano de Santana e Adailson Cantizano de Santana, que mataram e esquartejaram o pintor Kleber de Risio Barbosa, foram condenados pela Justiça paulista a mais de 40 anos de prisão. O veredito foi dado na última quinta-feira (26/04). O crime ocorreu em 2017, em Guarulhos (SP).

Os réus foram condenados pelos crimes de roubo, tráfico e homicídio, listados na denúncia do Ministério Público. Altair pegou 43 anos e sete meses e Adailson, 42 anos e seis meses. O filho de um dos acusados, por ser menor de idade, foi processado na Vara da Infância por ocultação de cadáver e recebeu medida socioeducativa de liberdade assistida. Os irmãos recorrerão à decisão.

Caso

Houve um desentendimento entre os irmãos Santana e o pintor. Segundo alegação deles, Kleber havia falado aos vizinhos que eles estavam sendo ameaçados de morte. Para fazerem com que o pintor falasse quem seria o autor das ameaças decidiram torturá-lo.

Com medo de serem denunciados à polícia por Kleber, os irmãos decapitaram a vítima. Cortaram o pescoço do homem, esquartejaram o corpo e depois colocaram os restos mortais em um carro que eles mesmos carregaram.

A cabeça, colocaram em uma sacola e deram ao filho de um deles para que fosse eliminada.

Comentários

Mais de Cotidiano