Cotidiano

Polícia conclui que pastor estuprou filho e enteado antes de matá-los

diario da manha
Foto/Reprodução/Internet

A Polícia Civil concluiu que o pastor George Alves estuprou e agrediu o próprio filho e o enteado, e em seguida colocou fogo no quarto com eles ainda vivos, em Linhares, na região Norte do Espírito Santo. O inquérito foi divulgado nesta quarta-feira (23/05).

De acordo com o inquérito, na noite do incêndio foi encontrado sangue próximo a uma escrivaninha e no box do banheiro. Os agentes da perícia não acharam vestígios de curto-circuito nem nos equipamentos elétricos e nem nas fiações. As evidencias ajudaram na conclusão das investigações.

Segundo o delegado André Jaretta, o acusado foi indiciado por duplo homicídio triplamente qualificado e duplo estupro de vulneráveis. A soma desses crimes pode chegar a uma pena máxima de 126 anos de prisão. Na próxima semana, o inquérito policial será encaminhado à Justiça.

Leia mais:

Pastor George Alves é investigado por homicídio

Comentários

Mais de Cotidiano