Cotidiano

Consórcio garante aposentadoria

diario da manha
Tema de debate em várias regiões do Brasil, saída pode ser previdência privada para aumentar o valor de recebimento na terceira idade e assegurar independência financeira

A previdência social tem cha­mado a atenção dos brasileiros nos últimos meses. As propostas de mudanças estão sendo apre­sentadas e o assunto tem se tor­nado tema de debates em várias regiões. Uma opção evidente é a previdência privada, que sem­pre foi uma alternativa para au­mentar o valor de recebimento na velhice e garantir uma inde­pendência financeira.

Mas, o que poucos sabem é que o consórcio pode ser uma alternativa interessante e acessí­vel para quem quer garantir um futuro confortável. Dados da As­sociação Brasileira de Adminis­tradoras de Consórcios (Abac), indicam que apenas no primeiro mês do ano, 182 mil novas cotas de consórcio foram comercializa­das frente as 176 mil registradas no mês de janeiro de 2017.

Segundo o Wesley Kennedy , diretor do Grupo Govesa, na hora de poupar para se aposentar com a ajuda do consórcio, vale se aten­tar a algumas questões.

“Busque por instituições au­torizadas pelo Banco Central, fi­que atento às taxas administrati­vas e esteja ciente dos prazos de contemplação”, orienta.

HISTÓRIA DE SUCESSO

Este é o caso do proprietário de empresa gráfica Leopoldo Mo­reira Neto, de 55 anos. Ele conta que chegou a fazer previdência privada, mas não ficou satisfei­to com a remuneração. “Cons­truí boa parte do meu patrimônio por meio do consórcio imobiliá­rio”, revela. Hoje, o empresário é dono de sete locais para locação e dez terrenos para construção e parte deste patrimônio é resulta­do do consórcio imobiliário.

Além disso, ele também conse­guiu construir uma sede própria para a empresa, fez uma recente expansão e até mesmo adquiriu frota de cinco veículos. “Tenho cer­ta dificuldade para juntar dinheiro, mas pagar prestação não. Assim, me forço a poupar e ter uma segu­rança no amanhã. Quando com­pro um imóvel comercial, o alu­guel dele faz parte da minha renda para um futuro próximo”, revela.

Este ano, Leopoldo faz um consórcio, mas no ano passado fez quatro, todos focados na com­pra de imóveis. Pai de duas filhas, ele investe em consórcios imo­biliários há mais de 15 anos. Ele acredita que formar patrimônio e renda garantirá um futuro para ele e a família. “Já coloquei mi­nhas duas filhas para poupar com o consórcio”, complementa.

SAIBA MAIS

A previdência privada é um in­vestimento que tem a finalidade de complementar a previdência pública ou aposentadoria. Men­salmente, se investe um valor, e após um tempo estipulado, rece­be-se de uma só vez ou em par­celas mensais, o dinheiro aplica­do. Tanto o valor que será pago por mês quanto a forma de resgate são combinados antecipadamen­te através do contrato.

O consórcio também é um in­vestimento que proporciona um futuro tranquilo. Diferentemen­te da caderneta de poupança, em que o dinheiro pode ser sacado a qualquer momento, no consór­cio sempre há um objetivo de­finido e um prazo máximo de poupança, e isso nos disciplina a guardar mensalmente um pou­quinho de nossa renda.

Optando pelo consórcio, é possível poupar dinheiro para adquirir bens ou serviços futuros, como casas e apartamentos, ter­renos, salas comerciais, vagas de garagens, construções ou refor­mas. Além disso, é possível, in­clusive, quitar um financiamen­to já em andamento.

BENEFÍCIOS

A vantagem com relação às de­mais alternativas está relaciona­da às parcelas, que são acessíveis e sem juros, sendo cobradas taxas de administração. A taxa de admi­nistração é baixa e cobrada apenas para o funcionamento do sistema e não com o objetivo de lucro.

Esta modalidade está em uma crescente. Em 2016, segundo da­dos da Associação Brasileira de Administradores de Consórcios (Abac), em 2016, 57% dos consor­ciados eram de pessoas com mais de 40 anos. Já em 2017, este núme­ro aumento para 60%. Com isso, a Abac pontua que a idade em torno de 45 anos é um bom perfil para o setor de investimentos.

 

Comentários

Mais de Cotidiano