Cotidiano

Menina atacada por cachorro já respira sem a ajuda de aparelhos

diario da manha

De acordo com o último boletim de saúde divulgado pelo Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), a menina de um ano que foi mordida por um cachorro na casa da avó, na Vila Maria Luíza, em Goiânia, já respira sem a ajuda de aparelhos, no entanto, ela continua internada na UTI pediátrica do hospital.

Ainda de acordo com o boletim de saúde divulgado nesta segunda-feira (25/06), ela está em estado regular e respira espontaneamente, porém, a unidade de saúde não informou se ela precisou passar por algum procedimento cirúrgico. A bebê foi atacada pelo cachorro da família no último dia 19, em Goiânia. De acordo com investigações da Polícia Civil (PC), a menina estava no colo da avó no momento que foi mordida pelo cachorro. Ainda de acordo com a PC, o cão estava com a família há muitos anos.

O cachorro foi recolhido pelos agentes do Centro de Zoonoses de Goiânia, onde está em observação, de acordo com o protocolo da unidade para animais que atacam humanos. Se o mesmo não apresentar nenhum sintoma de raiva, será devolvido para a família. A  Secretaria Municipal de Saúde informou por meio de nota nesta segunda-feira (25/06) que o cacho não manifestou, até o momento, nenhum sintoma da doença.

Comentários

Mais de Cotidiano