Cotidiano

Campanha de vacinação contra pólio e sarampo começa na próxima segunda (6)

diario da manha

 

Foi lançada nesta terça-feira (31/07), em Brasília a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Sarampo. Durante a campanha, que começa na próxima segunda-feira, dia 6, e vai até o dia 31, todas as crianças de 1 ano a menos de 5 devem se vacinar, independente da situação vacinal. No total, 11,2 milhões de crianças devem ser imunizadas em todo o Brasil. Já em Goiás, o público-alvo da campanha é de 364,6 mil crianças.

O Dia D de mobilização nacional será sábado, 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos estarão abertos no País. A meta é vacinar, pelo menos, 95% das crianças, para diminuir a possibilidade de retorno da pólio e do sarampo, doenças já eliminadas no Brasil.

“É com muita preocupação que os estados encaram essa situação, uma vez que temos bolsões de pessoas não imunizadas em todo o País. É preciso realizar ações em conjunto para aumentar a cobertura vacinal”, destacou Leornardo Vilela.

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, enfatizou que saúde é responsabilidade de todos. “Não é uma responsabilidade exclusiva do Ministério da Saúde, nem das secretarias, dos profissionais ou dos médicos. Às vezes enfrentamos uma situação como essa, que nos traz um alerta, porque temos uma falsa impressão de que a doença foi eliminada do País. Mas é a cobertura vacinal elevada que faz a doença desaparecer. E é por isso que devemos continuar vacinando nossos filhos, para manter essas doenças longe do Brasil”, ressaltou Gilberto Occhi.

Cobertura Vacinal

Os bolsões de crianças desprotegidas contra as doenças infectocontagiosas podem surgir devido à queda dos índices de vacinação. Leonardo Vilela informou que essa situação tem ocorrido não apenas em Goiás, mas em todo o País.

Dados da SES-GO revelam que a cobertura vacinal contra caxumba, rubéola e sarampo – doenças protegidas pela Tríplice Viral – caiu de 108,94%, em 2008, para 68,2% neste ano. Já contra a poliomielite (paralisia infantil), despencou nos últimos dez anos, de 104,18% para 57,75%. Com a campanha de 6 a 31 de agosto, o objetivo é elevar a cobertura vacinal das duas doenças para 95%.

(Goiás Agora)

(Foto/Reprodução Internet)

Comentários

Mais de Cotidiano