Cotidiano

Papa Francisco recebe mãe de Marielle Franco no Vaticano

diario da manha

O Papa Francisco recebeu nesta semana, no Vaticano, Marinette Silva, mãe da ativista brasileira Marielle Franco, assassinada no Rio de Janeiro em 14 de março deste ano. Este foi o segundo contato do pontífice com a mãe de Marielle, segundo a família. Dois dias após a morte da ativista, Papa Francisco teria ligado para Marinette, após receber uma carta da filha da vereadora do PSOL, Luyara. 

De acordo com a imprensa italiana, o encontro foi intermediado pelo ativista argentino Gustavo Vera e pelo jornalista argentino Lucas Schaerer, da ONG Alameda. “Foi um encontro muito bonito e emocionante, apesar da dor que sinto”, disse Marinette, na Fundação Lelio and Lisli Basso, em Roma, onde ocorreu a reunião. “Desejava muito esse encontro para dizer a ele pessoalmente o que vivo”, continuou a mãe de Marielle, segundo o jornal La Stampa.

A mãe da ativista destacou Francisco como um “líder” verdadeiro para o momento atual. Não foram divulgadas informações pelo Vaticano, por se tratar de um ato privado do pontífice, assim como o telefonema. Durante o encontro Marinette entregou ao Papa uma camiseta com imagens da filha. Em contrapartida, Francisco afirmou que vem acompanhando informações a respeito e vê com “preocupação” casos como o da vereadora. Quase cinco meses após o assassinato de Marielle e do seu motorista, Anderson Gomes, a polícia ainda segue na linha de investigação de que ambos foram mortos por milicianos. 

(Foto/Reprodução/Veja)

Comentários

Mais de Cotidiano