Cotidiano

Preso pastor suspeito de aplicar golpes para furtar idosos em Anápolis

diario da manha
Foto: Divulgação/Polícia Civil

O pastor Genesis de Oliveira, de 51 anos, foi preso na sexta-feira, 3, suspeito de aplicar golpes em idosos para furtá-los em Anápolis. Segundo a Polícia Civil, uma das vítimas chegou a ser dopada com um queijo que continha uma substância que a fez dormir.

Na ocasião, Genesis levou o “queijo que, provavelmente, estava batizado com uma substância que fez a vítima dormir e, em seguida, ele subtraiu cartão, senha, objetos pessoais, documentos e pegou R$ 1 mil desse idoso”, explicou o delegado responsável pelo caso, Daniel Nunes Guimarães.

O homem foi preso após familiares de um idoso de 83 anos, desconfiarem das visitas do pastor na casa do parente e acionarem a polícia. Ele foi detido no momento em que se dirigia para a esta casa com objetivo de furtar a vítima. Durante a abordagem, Genesis tentou fugir e só parou o carro que dirigia, quando os policiais, que estavam de campana, atiraram contra o para-brisas.

Daniel explica que Genesis já tinha ido na casa do idoso duas vezes. “Na primeira, conversou com o idoso, tentou trocar o cartão, mas como a cor era diferente, não aplicou o golpe. Na segunda vez, o idoso ficou ressabiado, não deixou entrar. O pastor disse que ia voltar para levar um queijo. Os familiares nos avisaram e ficamos em campana”, detalhou o delegado.

Ao ser preso, o homem portava um bíblia, uma identificação de pastor e 13 cartões bancários, sendo um no nome dele e os demais no nome de outras pessoas, momento em que confessou os crimes. Genesis ainda afirmou que chegou a ganhar R$ 6 mil com os golpes, mas o delegado acredita que os ganhos podem ter sido maiores. Além dos cartões, o pastor também portava uma máquina de cartão, o que chamou a atenção dos policiais.

Questionado sobre o equipamento, o homem alegou que usava a máquina para cobrar o dízimo, o que ainda será apurado pela polícia, para descobrir se Genesis não pegou dinheiro a mais dos fiéis, já que tinha a senha de alguns dos idosos e o dinheiro caía direto na conta dele.

As investigações apontam que as vítimas não frequentavam a igreja em que Genesis pregava.O investigador disse que agora, busca por outras vítimas do pastor, que é mineiro e morava em Anápolis há sete meses.

Comentários

Mais de Cotidiano