Cotidiano

Primeira Dama, Gracinha Caiado, diz que vai incentivar o voluntarismo em visita aos centros de idosos

diario da manha

A primeira-dama Gracinha Caiado visitou, nesta sexta-feira (18/01), mais duas unidades administradas pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG): o Centro de Convivência de Idosos Vila Vida e o Centro de Convivência de Idosos Norte Ferroviário. 
Acompanhada da nova diretora-geral da entidade, Adryanna Melo Caiado, e da segunda-dama Priscilla Tejota, a presidente de honra da OVG conheceu as instalações, conversou com funcionários, moradores e frequentadores das unidades.

“Iniciamos nesta semana uma maratona para conhecer e fazer um levantamento das principais necessidades das unidades administradas pela OVG. É um momento de contato direto, que faz toda a diferença e iremos manter durante todo o mandato do governador Ronaldo Caiado”, explicou Gracinha.

A primeira parada da comitiva foi na casa Vila Vida, localizado no Setor Coimbra em Goiânia, onde moram 31 idosos. O espaço conta com 30 casas lares, centro de convivência aberto à comunidade e aulas de hidroginástica (que estão suspensas por falta de aquecimento nas piscinas).

Gracinha passeou pelo local para conhecer as instalações. Deparou-se com um problema em um transformador, que deixou parte do centro sem energia elétrica. Além disso, identificou possibilidade de melhoria na limpeza, jardinagem e principalmente na infraestrutura – construído há mais de 20 anos, o Vila Vida precisa de uma reforma geral.

Após a visita, a primeira-dama se disse encantada pelos moradores, que a receberam com carinho. Ela foi convidada a tomar café, conhecer hortas e jardins, e ganhou até uma muda de ora-pro-nóbis (uma planta comum em Minas Gerais, nutritiva e de sabor marcante).

De acordo com a diretora-geral, Adryanna Melo Caiado, a visita foi positiva e é mais uma da série que pretendem realizar nos próximos dias. “Estamos diagnosticando os problemas, desenvolvendo projetos de melhoria que irão fazer toda a diferença. Nosso objetivo número um é resgatar o voluntariado e melhorar a vida dos que mais precisam”, ressaltou.

A segunda-dama Priscilla Tejota, por sua vez, destacou a importância do Vila Vida e também a necessidade de se firmarem parcerias com a iniciativa privada.

“É um projeto muito bonito, não só pelos moradores, mas porque é um centro de convivência que atende mais de mil idosos. O compromisso da primeira-dama com a OVG é muito grande e sabemos que o governo não consegue fazer tudo, por isso é importante chamar a comunidade para trabalhar em conjunto”, defendeu.

Segunda visita

Já no Centro de Convivência de Idosos Norte Ferroviário, Gracinha Caiado conheceu o trabalho das costureiras e bordadeiras responsáveis, por exemplo, pela confecção de enxovais distribuídos pela OVG.

Mesmo com alguns problemas, como a falta de climatização das salas e até manutenção das máquinas, o trabalho desenvolvido por funcionários e voluntários admirou a primeira-dama. “O que temos aqui são pessoas de um talento ímpar que precisam ser qualificadas profissionalmente e terem seus produtos divulgados”, disse.

Uma das medidas que a nova diretoria da OVG tomou é convocar os 562 funcionários da entidade para que se apresentem. O objetivo é produzir um relatório completo sobre o quadro de pessoal, as atividades desenvolvidas por cada um e detectar as principais áreas desfalcadas nas unidades.

Gracinha atendeu ainda pedidos de fotos, conversou com frequentadores do centro e aproveitou para perguntar se a programação de dança estava ativa na unidade. “Eu sei bem o quanto meus amigos aqui gostam de um forrózinho. Eu já me comprometi a reativar a atividade e vou inclusive participar”, arrematou.

Participaram também da visita Polyanna Roller, esposa de Ernesto Roller (secretário de Governo); Sofia da Rocha Lima, esposa de Adriano da Rocha Lima (secretário de Desenvolvimento Econômico); e Luciana Cabral, esposa de Marcos Cabral (secretário de Cidadania).

tags:

Comentários

Mais de Cotidiano