Cotidiano

Justiça condena médico a indenizar em R$ 60 mil paciente que ficou com sequelas após tratamento estético

diario da manha

A Justiça condenou o médico Wesley Murakami a pagar indenização de R$ 60 mil a uma paciente que ficou com lesão definitiva no olho esquerdo, após um procedimento estético realizado por ele. Para amenizar as olheiras  da paciente, o médico utilizou a aplicação de polimetilmetacrilato (PMMA) afetando seu nervo óptico. Com o produto alojado no organismo ela precisou passar por outra operação corretiva.

Essa não é a primeira vez que Murakami é condenado. De acordo com a Polícia Civil de Goiás, há 14 denúncias contra o médico no Estado. Já no no Distrito Federal, outras 15 pessoas atendidas  por ele, também tiveram sequelas. Contra ele há crimes de lesão corporal gravíssima, associação criminosa e aplicação de produto de origem ignorada ou adulterada. O médico que teve o registro profissional suspenso continua “trabalhando” por fora.

O advogado do médico, André Bueno, ainda não se posicionou sobre a decisão do juiz Jonir Leal de Sousa, da 1ª Vara Cível da comarca de Aparecida de Goiânia.

Comentários

Mais de Cotidiano