Cotidiano

Prefeitura e feirantes dialogam sobre obra na Praça do Trabalhador

diario da manha

A Prefeitura de Goiânia, feirantes e empresários do comércio localizados nas áreas da Praça do Trabalhador e rua 44 se  reuniram nesta quarta-feira (23/05) com o propósito de  debater as obras na Praça do Trabalhador, bem como as consequências,  durante a reforma, para empresários e feirantes.

A obra prevista para início de junho e término em novembro, preocupa feirantes e comerciantes, em relação ao local onde irão trabalhar durante a reforma. Segundo Henrique Alves, secretário Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplanh),” Várias opções estão sendo tratadas, como a Rua 44, a Avenida Contorno e o leito do BRT, por exemplo.”

De acordo com ele não há como garantir um prazo para estabelecer o local para onde irá a feira durante a reforma. “Mas  iremos nos reunir todos os dias, se for preciso”, prometeu.

Com o orçamento de R$ 6,8 milhões, a reforma consiste na construção de  um prédio para administração, três banheiros, estacionamento para 1005 carros, 68 ônibus, além motocicletas e bicicletas.

Segundo Henrique, a reforma na Praça do Trabalhador é uma demanda antiga cujo objetivo é oferecer  mais conforto a comerciantes e clientes da região.

Comentários

Mais de Cotidiano