Cotidiano

Greve Geral: Pelo menos 15 Estados já aderiram a paralisação

diario da manha

Pelo menos 15 Estados brasileiros registram protestos e paralisações em serviços nesta sexta-feira (14/06). Diversas centrais sindicais convocaram greve geral contra a proposta da reforma da Previdência, com isso, diversos trabalhadores aderiam a justificativa.

Em Goiânia, por exemplo, um grupo de manifestantes tentou impedir a saída dos ônibus da garagem da Metrobus, na Vila Regina às 3h da manhã. Em frente a empresa, os manifestantes ficarm gritando palavras de ordem por algum tempo.

Apenas quando a Polícia Militar (PM) chegou que a manifestação chegou ao fim e os motoristas puderam começar a trabalhar. Devido ao atraso para sair da garagem, os passageiros lotaram os terminais de ônibus. No Padre Pelágio e da Praça A, houve muita reclamação.

Educação

Um cartaz foi colocado no portão do Colégio Estadual Antônio Oliveira da Silva, no Parque Amazônia, informando que escola ficará fechada hoje por conta da paralisação nacional.  O Cmei João Paulo I, no Jardim América, também paralisou suas atividades nesta sexta.

No Setor Pedro Ludovico, a Escola Municipal Itamar Martins Ferreira foi encontrada com os portões fechados com aviso sobre a paralisação. O CEI da Associação da Criança Nossa Senhora das Graças, no Setor dos Funcionário, também aderiu a paralisação e não irá receber crianças hoje.

Entretanto, a Escola Municipal do Jardim América, está funcionando normalmente.  Segundo a secretária do colégio, os funcionários da unidade se reuniram e optaram por não fechar a unidade para não atrasar o cronograma.

Outros Lugares

Em Brasília, os ônibus pararam de circular as 5h da manhã. O BRT também suspendeu as atividades. Somente parte das linhas de ônibus, trem e metrô estão funcionando em capitais como São Paulo, João Pessoa, Curitiba e Salvador. Já no Rio Janeiro, os protestos bloquearam algumas vias da cidade.

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser