Cotidiano

Morador de rua mata engenheiro da Globo, fere sua noiva, e mata um Professor de Educação Física, no Rio de Janeiro

diario da manha

Na Zona sul do Rio de Janeiro, um supervisor de projeto da Globo, foi morto a facadas dentro de seu carro por um morador de rua. Não satisfeito o suspeito feriu a noiva do supervisor e matou um professor de Educação Física que tentou ajudar.

O morador de rua, conhecido como Cowboy foi flagrado pelas câmeras de segurança matando a facadas o supervisor de projeto da Globo, o engenheiro João Feliz de Carvalho Napoli, de 35 anos, que ao lado da noiva Caroline Moutinho, estava parado de carro em um semáforo na rua Professor Abelardo Lobo, próximo do acesso ao Túnel Rebouças. Caroline tentou salvar o engenheiro, mas também foi esfaqueada no tórax e nas mãos. Ela está internada no Hospital Copa D’Or, mas fora de perigo.

A policia chegou a negociar com Cowboy, identificado como Plácido Correa de Moura, 44, no entanto ele pegou a faca e atacou outra pessoas, o professor de Educação Fisíca, Marcelo Henrique Correa Cisneiros Reis, de 39 anos, que morreu no local.

Além deles, o morador de rua ainda atingiu a bombeira Girlaine M. Sena, baleada na perna, além da bombeira um outro companheiro dela e um policial militar também foram baleados durante a ocorrência e seguem internados.

A polícia agiu rápido e atirou nas pernas do morador de rua, que foi levado ao hospital. Moradores da região disseram que Cowboy tinha histórico de violência. Foi expulso do local porque ameaçava outros moradores de rua. Em 2016 ele já havia atacado dois seguranças da Globo, após ser impedido de entrar na emissora.

Segundo informações, João teria ido almoçar com a noiva, com quem iria se casar dentro de duas semanas e na volta foi cercado pelo homem surtado.

Comentários

Mais de Cotidiano