Anápolis

Roubou, matou e tentou vender os pertences da vítima

Polícia prende coautora de homicídio, a mulher ainda tentou vender celular e perfumes da vítima

diario da manha

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis deu cumprimento, na manhã desta terça-feira (6), a um mandado de prisão temporária em desfavor de Claudilene C. de Oliveira, 32 anos.


Claudilene é apontada como coautora do homicídio qualificado praticado contra Leonardo Dias Brandão, 34 anos, ocorrido no dia 30 de agosto de 2016, na residência da vítima, situada no Setor Calixtolândia, II Etapa.

Conforme apurado, a vítima havia se separado meses antes de sua morte e passou a se relacionar com garotas de programa da localidade conhecida como “pistão”, dentre elas Claudilene.

Na noite anterior ao encontro do cadáver, a vítima esteve na companhia de Claudilene e de um indivíduo também investigado, conhecido como “Júnior das Trevas”.

Após passarem a noite usando drogas e ingerindo bebidas alcoólicas, o corpo de Leonardo foi encontrado nu, por seu próprio pai. Apurou-se que ele foi morto a pauladas.

Testemunhas e familiares da vítima relataram que, logo após a morte de Leonardo, Claudilene foi vista tentando vender o telefone celular e alguns frascos de perfume dele.

Claudilene chegou a ser presa por outros crimes após tais fatos e se encontrava foragida do Centro de Inserção Social desde o mês de março deste ano.

Ela, que ostenta passagens policiais por furto e tentativa de homicídio, foi capturada no Setor Daiana e se encontra recolhida no presídio local, à disposição da Justiça.

Comentários