Cidades

Investigação expõe faculdades que vendiam diplomas

Certificados eram emitidos por R$1200

diario da manha
Foto: Polícia Civil

Na manhã de hoje, 02, o Delegado da 1ª Delegacia Distrital de Polícia de Goiânia, Glaydson Carvalho, concedeu coletiva à imprensa e explicou sobre os primeiros resultados da Operação Darcy Ribeiro, investigação realizada também na manhã de hoje.

A operação vem acontecendo a 10 meses e tem como intuito desmascarar instituições de ensino superior que estariam vendendo certificados de conclusão de curso. Segundo o delegado, cinco faculdades, sendo uma no interior do estado e as outras quatro em Goiânia e 8 cursinhos, estão envolvidos no esquema.

Deu-se início a investigação após duas denúncias. Uma do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Educação Superior do Estado de Goiás (SEMESG) e outra do pai de um aluno que percebeu a ação, quando o filho se matriculou e logo após recebeu o certificado de conclusão do curso.

“A operação está em andamento, não podemos revelar os nomes das instituições agora, hoje foi só para apreensão, nenhuma pessoa foi presa ainda mas logo continuaremos com a ação”, explicou Glaydson.

Vídeo: Polícia Civil

Foram apreendidos hoje, documentos, contratos e uma quantia de R$440 mil nas residências de dois donos dessas instituições. Segundo informação da Polícia Civil, esses donos estão prestando depoimento e responderão pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e sonegação.

As pessoas que sabiam da procedência desses certificados e os compravam, também responderão por falsidade ideológica. E caso tenham sido aprovados em concursos públicos usando essa certificação, terão seus contratos cancelados.

De acordo com a PC, as faculdades terceirizavam a ministração dos cursos em outras instituições de ensino (Cursinho), que só emitiam os certificados. Esses que eram vendidos por R$1200.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO