Brasil

Assassino de Vitória Gabrielly a ''menina dos patins'' foi condenado a 34 anos de prisão

diario da manha
O acusado foi condenado em júri popular a 34 anos de prisão.

Após mais de dez horas de julgamento, o servente de pedreiro Júlio Ergesse foi condenado pelo juiz Flávio Roberto de Carvalho a 18 anos de prisão por homicídio, 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver e 3 anos por sequestro, a vítima Vitória Gabrielly Guimarães Vaz tinha apenas 12 anos, e ficou conhecida como a ‘menina dos patins’.

Com as qualificadoras de motivo torpe, meio cruel, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e crime cometido para ocultar o corpo, a condenação chegou a 34 anos no total.

Júlio Ergesse condenado pela morte de Vitória

O advogado de defesa do acusado afirma que entrará com pedido de recurso, “Não concordamos com a decisão, porque é contrária com o que tem no processo. Foi provado que ele não estava lá no evento morte”.

Os outros acusados do crime aguardam julgamento.

Relembre o caso

Vitória Gabrielly desapareceu na tarde do dia 8 de junho de 2018, quando saiu de casa para andar de patins, em Araçariguama.

Uma câmera de segurança próxima ao local do sequestro registrou a Vitória andando de patins na rua no dia do sumiço, na ocasião Vitória estava indo para uma quadra de esportes do bairro, o desaparecimento da criança  mobilizou buscas diárias com cães farejadores e policiais.

No dia 16 de junho, oito dias depois do desaparecimento o corpo da criança foi encontrado em uma mata às margens de uma estrada de terra, no bairro Caxambu, o corpo estava amarrado em uma árvore.

Patins da menina Vitória (FOTO/REPRODUÇÃO)

A polícia, afirma que quem matou Vitória Gabriele, matou por engano, por causa de dívida do tráfico.

De acordo com as informações, um traficante estava devendo dinheiro a um outro traficante, que no caso seria o casal Bruno e Maiara. A quantia segundo a polícia, seria o valor de R$ 7 mil, provavelmente dívida oriunda do tráfico.

Na época o traficante prestou esclarecimentos na delegacia e automaticamente entrou para o programa de proteção a testemunha, ele confirmou que sua irmã que também se chama Vitória, possui as mesmas características físicas e estuda na mesma escola foi confundida com Vitória Gabrielly.


tags:

Comentários