Cotidiano

Dor de cabeça: O mal que atinge mais de 70% da população

diario da manha

A dor de cabeça foi classificada pela Organização Mundial da Saúde como uma das dores mais incapacitantes. Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia cerca de 70% da população do país sofre do problema com frequência.

A intensidade ou região afetada é diversa, assim como suas causas, uma noite mal dormida, picos de estresse ou desiquilíbrios hormonais são fatores recorrentes.

Os tipos mais comuns de dor de cabeça são enxaqueca com e sem aura (com sintomas visuais e sensitivos ou sensibilidade à luz e barulho), cefaleia tensional (excesso de tensão nos músculos do pescoço e da cabeça, que ficam junto ao crânio) e cefaleia cervicogênica (causada por hérnia de disco, artrose, problemas posturais ou excesso de contratura muscular, motivado por estresse e ansiedade).

É fundamental procurar orientação médica quando a dor de cabeça for súbita, quando for extremamente intensa ou quando ela se torna diária ou progressiva (cada vez pior e mais frequente).

Também é fundamental estar atento a outros sintomas associados a ela, como visão dupla, desequilíbrio, fraqueza ou dormência de algum lado do corpo, além de febre e perda de peso.

São considerados sintomas preocupantes que devem motivar a busca imediata de um melhor diagnóstico.

Tomar analgésicos com frequência também é um sinal de alerta, os analgésicos quando tomados mais de duas vezes na semana, podem fazer o papel contrário do esperado.

Eles pioram a dor em vez de melhorá-la. Isso acontece porque os medicamentos acabam sensibilizando mais o cérebro permitindo que a dor se torne crônica.

Conheça algumas estratégias para aliviar a dor

  • Colocar uma compressa gelada na cabeça, na testa ou na nuca porque a constrição dos vasos sanguíneos cerebrais aliviam a dor de cabeça.
  • Ficar num local calmo e tranquilo, ao abrigo da luz para conseguir descansar um pouco.
  • Beber um copo de água fresca com gotas de limão para reidratar o corpo.
  • Evitar ficar no sol por mais de 1 hora, mesmo com chapéu e óculos de sol.

Comentários

Mais de Cotidiano