Cidades

Deputado Wagner Neto fala sobre a LOA

O relator pontua os programas que foram retomados durante esse ano como o Probem, Mães de Goiás e Jovem Aprendiz do Futuro

diario da manha

O Deputado Wagner Neto que é o relator da Lei Orçamentária Anual (LOA 2022) foi o convidado do DM Entrevista desta quinta-feira, 25. Durante a entrevista, o parlamentar afirmou que tem discutido a Lei em diversas regiões do estado, para definir quais serão os principais pontos da LOA para o próximo ano.

A lei estabelece os Orçamentos da União, por intermédio dos quais são estimadas as receitas e fixadas as despesas do governo federal. Este é um assunto que interessa a todos nós, pois geram impactos diretos na vida dos brasileiros, ajudando na transparência das contas públicas.

O deputado e relator da LOA 2022, diz estar otimista para o projeto em 2022. “O próximo ano é aguardo com bastante expectativas, tivemos uma crise econômica e posteriormente uma pandemia, acreditamos que 2022 vai ser um ano de bastante investimentos”.

Para fazer um orçamento juntamente com a necessidade de um equilíbrio fiscal, Wagner Neto, explica que é necessário primeiramente entender todo o contexto que foi trago na atual Legislatura. Antes o agora atual governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, teve que fazer uma administração sobre liminar, através do Ministério da Economia, para ocupar o cargo, pois o estado estava em uma grande crise econômica com uma dívida de mais de 6 milhões com a União.

Segundo o Deputado os ajustes foram sendo feitos com o tempo, para ser efetuado um equilíbrio de contas. “Esse ajuste estava previsto para o ano de 2020 ou 2021, mas devido a pandemia não conseguimos encontrar uma solução nestes dois anos, tivemos que passar pelos ajustes fiscais até a aprovação do Registro de Recuperações Fiscais (RRF), onde o Estado conseguiu fazer o parcelamento desta dívida e um planejamento de investimentos, equilibrando a despesa e receita. ”

O relator acredita que no ano seguinte haverá uma estimativa de equilíbrio, aonde não haverá superavit, nem déficit orçamentário, gastando proporcionalmente o que for arrecadado.

Wagner Neto relembra o período ao qual não era possível realizar concursos públicos por consequência do coronavírus, devido aos decretos do Presidente, Jair Bolsonaro, que proibia os municípios de aumentarem suas despesas, priorizando a saúde, hospitais e vacinas, para o combate a pandemia.

“Com a diminuição significativa dos casos de Covid-19, comprovando assim eficácia da vacina, podemos voltar a ter expectativas para esses investimentos. Considerando 2022 o ano das oportunidades. Para quem está se preparando para concursos podem ficar atentos”, completa o deputado.

O relator pontua os programas que foram retomados durante esse ano como o Probem, Mães de Goiás e Jovem Aprendiz do Futuro. E diz que a lei orçamentaria vai investir também em infraestrutura.

A área da saúde e educação também estão previstas para serem beneficiadas pela lei orçamentaria.

Acompanhe a entrevista completa no nosso canal do YouTube:

Leia Também:

Comentários