Cultura

Ratos no Inferninho

diario da manha

Ratos de Porão toca no aniversário da Diablo Pub, que comemora três anos de atividade. Festa ainda conta com show da banda Kamura

Show com Ratos de Porão (SP) + Kamura (GO)

Quando: hoje, a partir das 22h

Onde: Diablo Pub – Rua 91 nº 632, Setor Sul

Ingressos: 35 reais

Discotecagem com Pablo Kossa e Chita

A banda de punk, hardcore e crossover Ratos de Porão vem mais uma vez a Goiânia. Dessa vez em um show no aniversário de um pub da cidade. A Ratos tem quase 35 anos de estrada e vem com tudo, tocando clássicos e novidades que devem sair no próximo disco do grupo.

A Diablo está completando três anos e, no sábado, a festa vai ser por conta da Ratos de Porão e dos veteranos locais da Kamura. A Ratos, liderada pelo polêmico João Gordo, é autêntica e mantém o som e letras pesadas, nessas três décadas de carreira. Depois de lançar o sensacional álbum Século Sinistro, a Ratos tem legiões fanáticas por toda parte do Brasil.

 

Inferninho

Conhecida como a casa mais rock da cidade, a Diablo Pub proporciona a seu público a junção do alternativo e underground, com a qualidade de som, iluminação e palco e diversão. Fundada em 2012 pelos empresários Cristiano Prado e Marlos Miyagi (Japão), para ser um diferencial na cena alternativa de Goiânia, o espaço construiu sua identidade e recebe semanalmente um público fiel. Hoje é um dos pontos de encontro mais conhecidos da galera, frequentado por públicos distintos que se distribuem de acordo com a programação do dia.

Nas quintas, com algumas exceções, a Diablo recebe importantes tributos às principais bandas de rock da história, como Led Zeppelin, AC/DC, Pink Floyd, Nirvana, Metallica, Pantera, Guns n’ Roses e outros mais, englobando diversas décadas e estilos. Já nas sextas, dia em que o espaço tem o maior público, a pedida é dançar ao som da discotecagem temática com os melhores DJs da cidade e do Brasil. Rola rock, pop, trap music, dubstep, house, hip hop, sempre em meio a promoções e festas divertidas, como Fim de Mês, Ladies Night e “Qué Pasa Amigo!?”, entre outras.

Nos sábados a Diablo recebe as atrações mais expressivas do rock na cidade, com nomes de peso, bandas autorais independentes ou ainda os tributos mencionados. Outro marco desses três anos do pub diabólico é a Rocknbeats, uma das maiores festas indie do País, realizada em um sábado por mês na Diablo.

O espaço conta com diferentes ambientes, representados por um visual marcante e bem-humorado. Logo atrás do palco, uma ilustração gigantesca de um demônio com pinta de mexicano enfeita a parede. O grande diferencial das outras casas de eventos e pub da cidade é uma ampla área externa, aberta e com banheiros e mesas ao ar livre, tem até mesmo uma grande árvore.

Na parte interna tem um espaço que funciona como “sala de jogos”, com máquinas de fliperama, video games, sofás e outros atrativos de interação, iluminados com luz negra para dar aquele clima reservado para os casais que resolverem fugir um pouco dos palcos.

35 anos na boca do lixo

Goianos do Kamura também se apresentam na festa
Goianos do Kamura também se apresentam na festa

Ratos de Porão é uma banda brasileira de hardcore punk/crossover e thrash formada em 1981, durante a explosão do movimento punk paulista. Com mais de 30 anos de carreira, são referência brasileira no gênero e reconhecidos internacionalmente, principalmente na Europa, América Latina e América do Norte. Tocaram em pequenos eventos, gig punks e festivais do gênero nas periferias da grande Sampa.

Em 1984 lançaram o álbum de estreia, Crucificados pelo Sistema, o primeiro álbum individual de uma banda punk da América Latina e um álbum pioneiro de hardcore. Segundo os membros do Ratos, foi nessa época que os punks paulistanos começaram a chamá-los de “traidores do movimento”, já que o Ratos passou a tocar hardcore em detrimento do punk mais tradicional tocado por outras bandas do contexto.

A época da gravação desse álbum coincidiu com o chamado “fim do movimento punk de São Paulo”, devido a brigas e rixas de gangues. Em razão disso não houve show de lançamento do álbum e o Ratos de Porão se desfez por um breve período.

Voltaram em 1985, com a formação original (com João assumindo os vocais e guitarra, Jabá no baixo e Betinho na bateria) e gravaram um álbum split com o Cólera, ao vivo, no Lira Paulistana, durante o show de lançamento do LP Tente Mudar o Amanhã.

A banda foi um verdadeiro marco, no estilo de recorde de vendas e público em shows e também de polêmicas envolvendo os integrantes. Lançaram vários discos demos, splits, compactos, CD’s e DVD’s durante os anos 90. É provavelmente a banda de punk e hard core com maior produção e retorno financeiro da história.

Mas, para entender uma trajetória de 30 anos, nada melhor do que mergulhar na cronologia dessa carreira, marcada por altos e baixos, brigas, turnês e entra e sai de integrantes. A instituição Ratos de Porão sobreviveu a tudo sem jamais arranhar sua integridade, que é seu maior patrimônio junto aos fãs.

 

 

Comentários

Mais de Cultura

26 de junho de 2019 as 14:42

Sol em Câncer e a cura emocional

14 de junho de 2019 as 19:24

GIRO PELA FIEG

12 de junho de 2019 as 08:50

Quíron, o segredo da cura

11 de junho de 2019 as 08:36

Questão Social: Um breve olhar

7 de junho de 2019 as 08:46

Astrologia; seja bem-vindo, junho!

30 de maio de 2019 as 08:46

Alego promove seminário de Turismo

28 de maio de 2019 as 09:17

Festa junina no Goiânia 2

16 de maio de 2019 as 11:29

Vênus entra em Touro