Cultura

Saúde e qualidade de vida – Yoga 44

diario da manha
Fotos: Divulgação

Elzi Nascimento e Elzita Melo Quinta

  “É a atividade que gera liberdade.”

Krishna in Bhagavad Gita – IV – 16

Transformação

O leitor pergunta se a prática do Yoga é recomendável para gestantes. A prática do Yoga na gravidez é essencial. Além de aprender a escutar o próprio corpo, a gestante acompanhará, sem estresse, as constantes mudanças que ocorrem em seu corpo, suas emoções. Isto não somente a torna mais consciente do processo acelerado de transformações a qual está submetida, mas faz com que essa “escuta” atenta de seu corpo, do ser que abriga e nele se desenvolve. Se a gestante nunca praticou Yoga, a gravidez pode ser um bom momento para começar. Se já praticava, este é o momento de colocar em ação todo o know how que já domina. A evolução da gravidez, acompanhada pela prática suave do Yoga, leva a futura mamãe a naturalmente voltar-se mais para dentro de si mesma, a ficar mais atenta aos ritmos internos, seu e do bebê. O Yoga é uma forma de encontrar tranquilidade e segurança no acompanhamento dessa transformação geradora de vida.

VIDA - Imagem2

Atenção Plena

Situações que geram incômodo, como dor de cabeça, dores nas costas, pernas pesadas e inchadas, insônia e cansaço, muito comuns na gravidez, podem encontrar, na  orientação e na prática do Yoga, alívio e solução. Ao trabalhar o estado de atenção plena durante uma vivência yogue, a gestante estará treinando sua percepção para desamarrar e soltar os grupos musculares, a equilibrar o ritmo respiratório, a preparar-se para descontrair e aliviar as tensões naturais dessa fase. Observar a natureza da própria experiência, em estado de “mindfulness”– atenção plena – é ser observador das transformações que ocorrem no próprio corpo e na própria sensibilidade, com a consciência total que permite observar, sem julgar, sem identificar-se com mal-estar, dores e incômodos. Tudo o que acontece surge e vai evidenciar a certeza de que o controle da situação pode ser exercido sem sofrimentos.

Harmonia e Equilíbrio

O período da gravidez na vida da mulher traz a experiência sublime da união física, diária e constante com outro ser. Interligados, o corpo da mãe e do bebê estão em completa interdependência. Esta também é uma forma de união que remete ao significado profundo do Yoga: unir. O corpo, a respiração, o mental, o emocional e o espiritual da mulher geram a matéria-prima com a qual o bebê é nutrido e criado, nos nove meses de gestação. Alegrias e tristezas são vivenciadas em parceria por duas vidas preciosas: a que já existe e a que desponta. O Yoga traz inúmeros benefícios para o controle do corpo, da mente e das emoções, sobretudo durante a gravidez. Sensível aos altos e baixos da personalidade materna, o bebê precisa ser esguardado das variações mentais e emocionais. É aí que o Yoga entra, diplomaticamente, adequando ritmos e controles internos e externos. A tranquilidade, a harmonia e o equilíbrio da mãe são fundamentais para a saúde integral do pequeno ser.

 

OM SHANTI!

 

Elzi Nascimento, psicóloga clínica, e Elzita Melo Quinta, pedagoga especialista em Educação, são professoras de Yoga, escritoras e pesquisadoras. Vida Saudável atende ao questionamento dos leitores do DMRevista sobre os temas abordados.

Contatos: [email protected]/ [email protected] – (62) 3251-8867 / 7815-8515

Comentários

Mais de Cultura

26 de junho de 2019 as 14:42

Sol em Câncer e a cura emocional

14 de junho de 2019 as 19:24

GIRO PELA FIEG

12 de junho de 2019 as 08:50

Quíron, o segredo da cura

11 de junho de 2019 as 08:36

Questão Social: Um breve olhar

7 de junho de 2019 as 08:46

Astrologia; seja bem-vindo, junho!

30 de maio de 2019 as 08:46

Alego promove seminário de Turismo

28 de maio de 2019 as 09:17

Festa junina no Goiânia 2

16 de maio de 2019 as 11:29

Vênus entra em Touro