Cultura

Livro-reportagem explica como foi ascensão de Bolsonaro

Obra de autoria do jornalista Cesar Calejon e do fotógrafo Adriano Vizoni analisa fatores que elegeram ex-capitão

diario da manha

“A Ascensão do Bolsonarismo no Brasil do século XXI”, livro-reportagem escrito pelo jornalista e pesquisador Cesar Calejon e brilhantemente ilustrado pelas imagens do fotojornalista da Folha de São Paulo, Adriano Vizoni, passeia por diversos fatos históricos que agitaram a política brasileira nos últimos anos como os protestos que fizeram parte da chamada Jornada de Julho e a destituição da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016, via processo de impeachment. 

Narrado em pequenos capítulos, o livro traz depoimentos da jornalista da Folha Giuliana vallone (agredida pela polícia militar de São Paulo em manifestação no dia 26 de junho de 2016, na Avenida Consolação) e do ex-ministro da Justiça no governo Dilma, José Eduardo Cardozo.

O texto é arejado com pesquisas e infográficos que evidenciam o índice de distribuição de renda do País, mostrando a insatisfação da classe média em relação ao projeto de sociedade encabeçado pelo Partido dos Trabalhadores (PT). 

Calejon é categórico: para ele, o poder de consumo que elevou o status econômico da classe baixa à média nos governos Lula e, por conseguinte, sua estagnação em função da exposição midiática de escândalos de corrupção foi responsável pelo endosso ao coro da dita ‘Nova Direita’.

Tanto que nos protestos de 2013 foi possível notar que haviam várias bandeiras ideológicas em jogo, e, com o passar dos dias, houve uma apropriação da luta política autônoma por parte da extrema-direita. E o perigo nasceu aí.

Os capítulos são organizados cronologicamente e têm valor de importância garantido se levarmos em consideração a influência que cada elemento analisado pelo autor teve à ascensão do bolsonarismo.

Calejon apresenta uma análise consistente dos temas centrais que permitiram voz à Bolsonaro, tais como soluções simplistas para os problemas relacionados ao acesso à educação, a influência da mídia sobre a sociedade brasileira e os grupos internacionais que decidiram as eleições de 2018.   

Embora o Calejon não faça a mínima questão de esconder seu posicionamento político-partidário, o livro-reportagem  tem a pretensão de fazer com que os leitores a partir dos dados levantados pelo jornalista compreendam que há uma nova estrutura política (mais reacionária, é verdade) desde que o bolsonarismo saiu-se vencedor nas urnas, no ano passado. ‘Novas’ figuras no Congresso, ‘novos’ equilíbrios de poder, ‘novas’ filosofias distintas e ‘novas’ diferentes alianças mandam no País. 

“A Ascensão do Bolsonarismo no Brasil do século XXI” tem muita coisa a dizer, especialmente num momento em que a proliferação de fake news dita os rumos do debate público.

Assim, o livro-reportagem –  que mostra um esforço honesto e fidedigno do autor aos fatos – é um sopro de esperança em meio à polarização que tomou conta da esfera pública de 2013 para cá. Calejon, com louvável embasamento jornalístico, segue a mesma trilha da documentarista Petra Costa. Vale a leitura. 

Ficha Técnica

“A Ascensão do Bolsonarismo no Brasil do século XXI”

Gênero: livro-reportagem

Autor: Cesar Calejon e Adriano Vizoni

Preço: R$ 35,90

Comentários

Mais de Cultura

26 de junho de 2019 as 14:42

Sol em Câncer e a cura emocional

14 de junho de 2019 as 19:24

GIRO PELA FIEG

12 de junho de 2019 as 08:50

Quíron, o segredo da cura

11 de junho de 2019 as 08:36

Questão Social: Um breve olhar

7 de junho de 2019 as 08:46

Astrologia; seja bem-vindo, junho!

30 de maio de 2019 as 08:46

Alego promove seminário de Turismo

28 de maio de 2019 as 09:17

Festa junina no Goiânia 2

16 de maio de 2019 as 11:29

Vênus entra em Touro