Dicas

Sexta e sábado dos Sonhus

diario da manha
FOTOS: LAYZA VASCONCELOS

Os solos Crônicas de um cativeiro e Sobre So­nhos e Passagens… encenados pela atriz Sandra Santiago, com direção de Ale­xandre Augusto (Grupo Teatro Zabriskie), têm apresentação marcada para sexta e sábado (8 e 9/12), no Teatro Sonhus Ri­tual, em Goiânia. Parte de uma trilogia ainda em construção, os dois espetáculos integram o circuito Despertar para o Ama­nhecer da Consciência, que conta com apoio da Lei Muni­cipal de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Goiânia. A entra­da é franca, com contribuição voluntária da plateia.

A trilogia Despertar é resulta­do de investigações da artista so­bre autoconhecimento e sobre o que de fato é a vida. “Os solos bus­cam transmitir para o público, por meio dos sentidos, experiên­cias de navegação para dentro de si”, conta Sandra Santiago. Para a atriz, a real natureza da existên­cia é uma das questões funda­mentais do processo de criação de Crônicas de um cativeiro e So­bre Sonhos e Passagens…

O primeiro dos três espetá­culos estreou em 2013, quando a atriz vivenciava o corpo gestante. Em Crônicas de um Cativeiro, a personagem utiliza a comunica­ção oral como principal forma de conexão com a plateia. Desta ma­neira, a palavra constrói ambiên­cia para a trama emocional, que se desenvolve sugestiva de encar­ceramento provocado por ques­tões ilusórias. “O processo auto­-reflexivo experimentado pela personagem instala confrontos e termina por conduzi-la à ressig­nificação simbólica de caminhos, na busca de leveza e de uma vida mais saudável”, comenta.

Dois anos depois, Sandra Santiago estreou Sobre Sonhos e Passagens… um solo de aprofun­damento na investigação do cor­po como instrumento sagrado e como principal veículo de co­municação da experiência sen­sorial e energética encenada na trilogia. Neste ponto mais avan­çado da história, em sua jornada questionadora da natureza ima­terial da existência, a persona­gem se depara com uma revela­ção jamais imaginada.

“Esta revelação será com­partilhada com o público no solo Cosmonauta, que fecha a série Despertar da Consciên­cia”, informa a atriz. De acordo com ela, a montagem do tercei­ro espetáculo será alavanca­da pela apresentação dos solos antecedentes, potencializan­do o processo criativo de Cos­monauta. Além de performan­ce nos dias 8 e 9 de dezembro, no Sonhus Teatro Ritual, o Cir­cuito Despertar da Consciência tem mais uma rodada prevista para o início de 2018.

Bastante atuais, as questões afloradas em Trilogia Despertar querem provocar a necessida­de de reflexão sobre a natureza da vida. Para a atriz, espetáculos que compartilham experiências individuais de transformação são capazes de agir na resolução de problemas sociais da chama­da “mente coletiva”. “Como um impacto do microcosmo no ma­crocosmo”, ressalta.

Circuito Despertar da Consciência: Crônicas de um cativeiro e Sobre So­nhos e Passagens…

8 e 9 de dezembro – 20 horas, Sonhus Teatro Ritual (Colégio Lyceu de Goiânia, Rua 21 nº 10, Centro)

Entrada Livre com contri­buição espontânea no cha­péu da artista

 

Comentários

Mais de Dicas

21 de fevereiro de 2019 as 13:55

VAGAS DE EMPREGO SINE GOIÂNIA – QUINTA-FEIRA

13 de dezembro de 2018 as 08:35

Já deu uma olhada no seu horóscopo hoje?

12 de dezembro de 2018 as 15:15

Horóscopo do dia

14 de fevereiro de 2018 as 08:57

5 dicas simples para ser mais produtivo em 2018

12 de fevereiro de 2018 as 08:03

5 dicas simples para uma folia saudável