DM Autos

Honda CB 1000R tem preço sugerido de R$ 58.690,00 na pré-venda

diario da manha

Norton Luiz
Editor de Veículos

A Honda deu início à pré-venda da CB 1000R 2019 por R$ 58.690,00, comercializada nas cores vermelho metálico e preto perolizado e com garantia de 3 anos, sem limite de quilometragem. Apesar do forte apelo retrô futurista, a nova motocicleta, fabricada em Manaus, mantém as linhas esportivas que consagram a família CB. As primeiras unidades têm previsão de entrega em abril. A novidade da Honda representa a busca pelo novo, associando às conhecidas características das naked streetfighter.

A Honda CB 1000R é equipada com o novomotor DOHC de 998 cm3 de quatro cilindros em linha e cabeçote de 16 válvulas, derivado da Fireblade. Ele tem potência máxima de 141,4 cv a 10.500 rpm e o câmbio de seis marchas conta com uma embreagem deslizante de comando hidráulico.  O torque de 10,2 kgfm alcança a sua totalidade em regimes médios entre 6 e 8 mil rpm.

 

Projeto totalmente novo, a CB 1000R é feita para acelerar absuada. De acordo com a Honda, nas três primeiras marchas, numa velocidade de até os 130 km/h, a Naked é até mais rápida do que a esportiva CBR 1000RR Fireblade. Nesse caso, os sistemas eletrônicos ajudam a equilibrar a entrega da potência.

Naked

O escape 4×2 conta com quatro catalizadores e sonoridade de uma streetfighter puro-sangue assim que são superados os 5.500 rpm. O design da Honda CB 1000R procurou seguir uma nova direção para se diferenciar das naked tradicionais. Sua construção trouxe a intenção de transmitir um minimalismo retrô mas que não deixasse de evidenciar a elevada performance do motor e ciclística.

O comando do acelerador do tipo TBW (Throttle By Wire) oferece ao piloto um controle exato da potência. Os quatro Riding Mode possibilitam alterar o nível de potência, do freio-motor e da intervenção do controle de tração.

2018 CB1000R

Três dos modos de direção são pré-ajustados: em Rain a potência fica no nível mais baixo, o freio-motor em nível intermediário e o controle de tração em nível elevado. No modo Standard a potência, o controle de tração e o freio-motor são parâmetrados no nível intermediário.

No modo Sport a potência é ajustada em nível pleno e tanto o controle de tração como de freio-motor estão no nível menos intrusivo. O quarto e último modo é o User, que permite desligar o controle de torque ou determinar o nível de cada um dos parâmetros de acordo ao gosto do piloto.

Painel de instrumentos

A iluminação da CB 1000R é Full LED com característica “assinatura” da DRL (Daytime Running Light) na traseira e dianteira. O painel de instrumentos totalmente digital, conta com velocímetro e conta giros, indicador de marchas, nível de combustível, relógio, temperatura externa e do arrefecimento do motor, computador de bordo, consumo médio e instantâneo, indicadores de nível de potência, freio motor e controle de tração.

Além desses itens, conta ainda luzes indicativas de direção, ABS, luz alta, aquecimento do liquido de arrefecimento, corte do controle de tração, óleo do motor, injeção e o HISS (Honda Ignition Security System), sistema de proteção eletrônica que garante o acionamento do motor apenas pela chave original.

A suspensão dianteira, ajustável, é uma Showa SFF-BP (Separate Function front Fork – Big Piston), com arquitetura que garante, ao mesmo tempo, resposta uniforme, conforto e controle em todas as condições de condução. Na traseira a balança monobraço está ligada a um conjunto mola-amortecedor Showa, totalmente regulável.

O sistema de freios é composto de discos flutuantes de 310 mm na dianteira com cálipers radiais de quatro pistões. Na traseira, o cáliper de dois pistões age no disco único de 256 mm. A roda traseira côncava calça pneu de 190/55 ZR17, na frente o pneu tem 120/70 ZR17.

 

 

 

Comentários

Mais de DM Autos