DM Autos

Teste: Rodamos com o 100% elétrico Nissan Leaf na estrada

Sobrou carga na bateria para mais 30 km além dos 272 km oficiais de autonomia .

diario da manha

Você já se imaginou dirigindo um veículo 100% elétrico? Tem noção do que é acelerar um? Imagina que motor elétrico seja preguiçoso para andar? Antes de prosseguir, vou deixar como sugestão aqui o modelo totalmente elétrico Nissan Leaf para vocêr conhecer a nova tecnologia que o mundo abraçou em nome de um meio ambiente sustentável.

Continue na leitura do texto que você vai entender as razões da minha sugestão para um primeiro e prazeroso contato com um carro totalmente elétrico.

Os questionamentos acima e muitos outros feitos sobre as capacidades dos carros elétricos são comuns na nova realidade da mobilidade urbana. Tudo ainda muito novo e a troca dos motores a combustão por elétricos chegou para ficar.

100% elétrico: Nova realidade

Carro 100% elétrico é uma realidade cada vez mais presente no trânsito. O futuro da propulsão com zero emissões de poluentes na natureza é agora. Cada vez mais modelos elétricos, caracterizados sempre por visual mais limpo, vão se tornando familiares nas ruas. Motores a combustão terão uma vida longa ainda? Pode ser, mas cada vez mais vão perdendo espaço.

A infraestrutura de pontos de recarga ainda é tímida, mas o processo de instalação vai em ritmo crescente. Nas cidades já é possível rodar com veículo 100% elétrico. O condutor não vai ficar na mão se tiver o cuidado de identificar os locais onde possa recarregar as baterias.

Mas com autonomia na casa dos 300 km, os carros elétricos rodam tranquilamente nas cidades. São absolutamente silenciosos e afetam muito pouco no bolso em consumo. Além dos pontos de recarga já existentes, as tomadas residenciais fazem esse trabalho, mesmo que um pouco mais demorado.

Sendo assim, os donos de carros elétricos podem fazer o trajeto urbano de ida e volta do trabalho ou mesmo realizar passeios com a família sem preocupação de ficar sem combustível. (Ops! Sem carga na bateria).

Pontos de recarga

Quando o assunto é fazer uma viagem com carro 100% elétrico é que vem a preocupação maior. Os pontos de recargas são praticamente inexistentes nas estradas. É preciso calcular bem a relação entre a autonomia e a a distância a ser percorrida. Além disso, é necessário saber se no destino há pontos de recarga.

As perguntas feitas na abertura do texto merecem resposta. Eu diria que é como um divisor de águas sentir na prática o quão prazeroso é conduzir um carro totalmente elétrico. Só assim para você entender que a mobilidade sustentável criou um novo mundo na propulsão automotiva.

Motor 100% elétrico não é preguiçoso. Muito pelo contrário. Acelera forte e é no torque que a diferença surge num piscar de olhos. Enquanto um motor a combustão leva alguns segundos para alcançar sua força máxima, o motor elétrico só preciso de um toque no acelerador para gerar toda a sua capacidade de força. E surpreendente.

Aos poucos vão sendo desmistificados os pontos de dúvidas sobre o desempenho de um carro elétrico.

Teste

A Nissan fez o desafio de colocar seu modelo 100% elétrico, o Leaf, vendido hoje por R$ 290 mil, na estrada. A marca convidou um grupo de jornalistas especializados para uma viagem entre Brasilia/Pirenópolis/ Brasília, num total de 300 km. Quem era de Goiânia, como nós, a perna final do deslocamento elétrico teve essa cidade como destino. Foram, nesse caso, 270 km de trajeto.

Particularmente, esse Editor de Veículos, um dos convidados pela marca, já tinha dirigido o Nissan Leaf 100% elétrico em Florianópolis, Santa Catarina. Na estrada foi a primeira experiência. Aliás, uma experiência incrível.

Aquela sensação do tipo “será que chega no destino com essa carga” foi aos poucos virando certeza de carga de sobra para cumprir os primeiros 150 km do trajeto entre Brasília e Pirenópolis. Mas o Leaf tem autonomia para 272 km. Sendo assim, qual o motivo da preocupação? Preocupação normal pelo novo colocado à prova em percursos maiores.

Primeira parada

Enfim, chegamos ao destino com a metade da carga consumida. Pelas contas, daria para rodar com folga o segundo trecho de 120 km entre Pirenópolis e Goiânia. Sobraria carga na bateria, o que dá a certeza de que é possível elevar a autonomia do Nissan Leaf ao menos em 30 km.

De qualquer forma, a Nissan montou uma estrutura de recarga na pousada Vila do Comendador e completou a carga. No dia seguinte partimos para Goiânia e, para nossa surpresa, o consumo surpreendeu novamente, restando mais de meia carga de bateria. Lembra que saímos de Pirenópolis com a carga completa?

Rodamos sempre nos modos ECO e B, lançando mão de todos as tecnologias disponível no Leaf para o melhor aproveitamento de energia. O primeiro ajuda a limitar o desempenho do motor e a economizar energia. O segundo, por sua vez, usa uma frenagem regenerativa mais potente para recarregar com mais eficiência a bateria, sem comprometer a potência do veículo.

Quer uma condução com potência máxima do motor? Aciona o modo “D”. Conhecer as tecnologias do Leaf para obter a melhor condução é o ponto chave da questão.

Condução correta

Não adianta querer economizar energia sentando o pé no acelerador. O resultado nesse caso não será jamais o esperado. O melhor do propulsor elétrico está em saber conduzir. Você consegue tirar o melhor da potência do motor elétrico, com economia de energia, dirigindo corretamente.

O Nissan Leaf da segunda geração surpreendeu na estrada. Tem excelência em conforto e dirigibilidade, com destaque também para sua dinâmica.

O motor elétrico de 149 cv (110 KW) do Nissan Leaf é alimentado por um conjunto de baterias de íon-lítio de 40 kWh, instaladas sob o assoalho, providência de engenharia que melhora significativamente o centro de gravidade do carro. Sua autonomia tornou-se mais eficiente com o modelo da nova geração.

Agora, o Leaf roda 272 km com uma carga completa de bateria, 37% mais do que a geração anterior. O torque também cresceu, passando para 32,6 kgfm (26% maior). O resultado é sentido nas acelerações mais fortes.

Só nesses pontos positivos dá para entender a razão de ser o Leaf um modelo elétrico de referência. Já são 500 mil unidades vendidas no mundo e já ultrapassando a marca de 300 unidades comercializadas no Brasil em 2021.

Nissan Leaf chegou ao mercado com uma solução completa para a mobilidade elétrica do consumidor e conta com um kit com equipamentos de recarga para casa e rua.

Os clientes também receberem um cabo de recarga de emergência e um adaptador para plug do tipo 2, que deixam bem amplas as possibilidades de recarga (o Leaf tem como padrão o chamado Tipo 1, também denominado J-1772).

e-Pedal

Entre os destaques das tecnologias de condução inteligente do Novo Nissan Leaf está o e-Pedal. Esta inovação permite ao motorista simplificar movimentos na hora de acelerar, desacelerar e parar o carro, pois pode utilizar somente o pedal do acelerador para todas essas ações – algo revolucionário e que representa uma nova maneira de dirigir.

O funcionamento é extremamente simples: soltando o pedal do acelerador, o carro irá parar de forma gradual e suave, sem necessidade de se pressionar o pedal do freio.

Com taxa de desaceleração de até 0,2 g, o e-Pedal elimina a necessidade de os motoristas moverem constantemente o pé do pedal do acelerador para o de freio para reduzir a velocidade ou parar o veículo completamente.

Estudos realizados pela Nissan no Japão, na Europa e nos EUA mostraram que o e-Pedal reduz consideravelmente o número de vezes que o motorista aciona os freios quando o trânsito está congestionado.

Embora o pedal de freio convencional ainda deva ser usado em situações de frenagens mais bruscas, o sistema permite que os motoristas acionem apenas um pedal em 90% das necessidades de direção.

Tecnologias avançadas

O Nissan Leaf está equipado com um conjunto de tecnologias avançadas de segurança que forma o Nissan Intelligent Safety Shield. Esse “escudo inteligente de segurança” integra sistemas como: Alerta Inteligente de Mudança de Faixa, Sistema Inteligente de Prevenção de Mudança de Faixa, Assistente Inteligente de Frenagem de Emergência, Controle Inteligente de Velocidade, Sistema de Advertência de Ponto Cego, Visão 360° Inteligente com Detector de Movimento, Alerta Inteligente de Atenção do Motorista, Sistema de Monitoramento de Pressão dos Pneus e Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro.

Somados a itens como seis airbags, controles de estabilidade e tração, freios ABS com distribuição de força, sistema Isofix de cadeiras infantis e uma carroceria reforçada (que levou o modelo a conquistar 5 estrelas no EuroNcap), o Nissan Intelligent Safety Shield ajuda o carro e o motorista a monitorar o movimento em torno do veículo, responder a ações inesperadas e a se proteger.

Os sistemas identificam se o carro está saindo da faixa sem que se perceba, se há pessoas ou objetos atrás do veículo durante uma manobra, veículos em pontos cegos no retrovisor; sinais de fadiga do condutor, entre outras ações preventivas.

O Nissan Leaf da segunda geração conecta motoristas, veículos e pessoas por meio de sua central multimídia inteligente A-IVI, de fácil utilização, com tela sensível ao toque e colorida de 8 polegadas. O equipamento permite o uso de aplicativos muito requisitados atualmente como Waze, Spotify, Deezer, Google Maps, WhatsApp, Car Play e Android Auto, além de muitos outros.

Com o aplicativo Door-To-Door instalado em um telefone móvel é possível ter um GPS diferenciado e muito mais ágil. Com ele, pode-se inserir um destino no aplicativo antes de entrar no veículo. Quando estiver dentro do Nissan LEAF pronto para sair, telefone e central sincronizam e traçam automaticamente a rota para agilizar o processo.

Já o sistema Over The Air permite a atualização do software da central utilizando apenas uma rede de Wi-Fi, sem necessidade de ir ao concessionário para a troca do cartão SD.

Utilizando Car Play ou Android Auto, o motorista pode contar com a assistência de voz, que ajuda a responder mensagens de texto, traçar rotas no GPS utilizando os contatos do telefone e muitas outras funções.

Carregamento bidirecional

O Leaf é o único carro elétrico com a tecnologia Vehicle-to-Grid (V2G), que permite carregamento bidirecional. Na prática, ela transforma o carro em uma bateria sobre rodas, pois permite que o carro seja carregado e devolva energia à rede ou a uma casa, se necessário.

O modelo equipado com controles de tração e estabilidade; sistema de partida em rampas; controle dinâmico de chassi (disponível no Kicks também e que reúne os controles inteligentes de freio e curvas e o estabilizador de carroceria); vidros elétricos; volante com revestimento sintético e comandos de som, telefone e computador de bordo; encosto do banco traseiro bipartido (60/40).

Na lista dos equipamentos disponíveis no Leaf estão ainda porta-luvas com iluminação; luzes diurnas de led (DLR); rodas de liga leve aro 17; modo de condução ECO; bancos dianteiros com aquecimento; ar-condicionado automático; seis airbags (laterais, dianteiros e de cortina); multimídia A-IVI com tela colorida sensível ao toque, entre outros.

Comentários