DM Autos

Teste: Kwid 2023 atrai no visual e fica mais econômico

SUV subcompacto peca no acabamento e nos ruídos internos causados pelo motor.

diario da manha

O Renault Kwid 2023, que acaba de ganhar a versão E-Tech 100% elétrica, traz um visual renovado, com destaque para a dianteira, e novas tecnologias, como o Start/Stop em todas as versões.

O modelo chama a atenção pelo design, se destaca na economia de combustível, mas deixa a desejar no acabamento e nos ruídos internos do motor.

O “suvizinho” subcompacto, de perfil eminentemente urbano, retocou bem sua aparência que já era agradável. Na direção do modelo é que se percebe suas deficiências, embora ressalte bem o que tem de qualidades.

Apesar das mudanças, o modelo continua carecendo de mais qualidades para ser um produto que possa estar mais próximo do gosto e dos desejos dos consumidores da sua faixa de preços. Tem visual que agrada, o motorzinho 1.0 SCe melhorou um pouco, apesar de ainda barulhento, e o acabamento interior abusa do plástico.

A linha 2023 do Kwid parte de R$ 59.890 na versão Zen, vai a R$ 64.190 na Intense e chega a R$ 67.690 na versão topo de gama, a Outsider. O Kwid E-Tech, que roda até 298 km com uma carga completa no clico urbano, foi lançado com preço de R$ 142.990, tornando-se o modelo elétrico mais barato no seu segmento.

Dianteira

Na dianteira o novo Renault Kwid traz para-choque com novo desenho e com visual mais imponente.

Outras novidades são as luzes de circulação diurna (DRL) em LED em todas as versões, faróis de parábola dupla na parte inferior, grade frontal esculpida com inserções cromadas ou cinza, dependendo da versão. A parte inferior do para-choque, na cor preta, reforça as características SUV.

Na traseira do Renault Kwid 2023, as novidades são o para-choque e as lanternas em LED. Na nova linha do compacto, o consumidor passa a ter a opção de teto bíton na versão Intense e rodas de liga leve diamantadas de série na versão Intense, com teto bíton, e na Outsider.

Interior

No interior, o painel de instrumentos do Renault Kwid 2023 agora tem mostradores em LED. Todo o painel central tem novo acabamento, com detalhes cromados e na cor preta brilhante ou cinza Cassiopée, dependendo da versão, nos aeradores das saídas de ar, na moldura do novo sistema multimídia Media Evolution, nas portas e na manopla do câmbio.

A versão Outsider, avaliada pelo DMAutos ganha ainda acabamento exclusivo na cor verde Citron nas costuras dos bancos e da coifa do câmbio. O Kwid melhorou na altura do solo, agora com 185 mm, e nos ângulos de entrada (24,1°) e de saída (41,7°). Nos testes, o modelo mostrou boa desenvoltura na passagem de lombadas e em rampas.

O Kwid tem excelente espaço interno e o maior porta-malas da categoria, com 290 litros. O tamanho ganha destaque para um subcompacto. Com o banco rebatido, a capacidade de carga chega a 1.100 litros.

Acabamento

O acabamento deixa a desejar com o uso de plástico duro nas portas e painel. Na versão Oustider testada não é diferente, mas se sobressai nos detalhes que a diferenciam das demais. Num comparativo com seu concorrente, o Fiat Mobi, o modelinho francês leva um banho.

O motor 1.0 SCe (Smart Control Efficiency), com três cilindros, 12 válvulas, duplo comando de válvulas (DOHC) e bloco em alumínio ficou mais eficiente na economia, porém gerando ainda fortes ruídos nas acelerações mais fortes. É um ponto negativo que poderia ser corrigido com o emprego de uma acústica melhor.

Agora o motor de três cilindros rende 71 cv de potência (ganho de 1 cv) com etanol no tanque e 68 cv com gasolina (ganho de 2 cv). O torque com etanol é de 10 kgm e com gasolina de 9,4 kgfm.

O conjunto motor e câmbio manual de cinco melhorou? Deu um pequeno salto, mas ainda pequeno para fazer do Kwid um subcompacto que não sofra tanto com quatro passageiros a bordo.

Mais econômico

O Renault Kwid, que já se destacava no baixo consumo de combustível, ficou 5% mais econômico na linha 2023. No ciclo urbano, com etanol no tanque, faz 10,8 km/l, e 15,3 km/l, com gasolina, segundo o Inmetro. No quesito consumo, o Kwid 2023 merece ser bem lembrado, principalmente em tempos de combustível com preços estratosféricos.

Uma das tecnologias aplicadas para a redução do consumo de combustível é a adoção do sistema Start&Stop, que desliga o automóvel automaticamente em semáforo ou outras paradas prolongadas. O sistema, muito comum em carros topo de gama, garante uma economia de até 5% de combustível no trânsito urbano.

Outras tecnologias aliadas ao consumo de combustível foram a adoção do sistema ESM (Energy Smart Management) de regeneração de energia e do sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS). Contribuem para o baixo consumo o uso de  pneus verdes, que têm 20% a menos de resistência de rolagem.

O novo Renault Kwid 2023 traz de série em todas as versões quatro airbags (dois frontais e dois laterais). O SUV passa a oferecer também controle eletrônico de estabilidade (ESP), assistente de partida em rampas (HSA) e aviso de cintos de segurança não afivelados para todos os ocupantes do banco traseiro.

Central multimídia

A nova central multimídia Media Evolution oferece mais tecnologia e conectividade ao condutor. Com uma nova tela maior, agora de 8”, capacitiva e com interface simples e intuitiva, a central permite espelhamento para celulares com Android Auto e Apple CarPlay, permitindo usar, por exemplo, Spotify, Waze e Whatsapp na tela do multimídia e botão “push to talk”.

Outra tecnologia disponível no modelo compacto é o Driving eco2. O sistema detecta o modo de condução do motorista e fornece dicas facilmente aplicáveis que podem resultar em uma economia de combustível de até 20%. Uma novidade aqui é o indicador de temperatura externa.

Além das cores vermelho Fogo, branco Glacier, prata Étoile e preto Nacré, o Renault Kwid  estreia a carroceria azul Iron nas versões Intense (com ou sem pintura bíton) e Outsider.

Renault Kwid 2023: Versões e equipamentos

Itens de série da versão Zen 

Quatro airbags (2 frontais e 2 laterais)
Controle eletrônico de estabilidade (ESP)
Assistente de partida em rampa (HSA)
Alerta visual e sonoro de não utilização do cinto de segurança de todos os ocupantes
Sistema Start & Stop
Sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS)
Luzes de circulação diurna (DRL) em LED
Painel de instrumentos com mostradores em LED
Indicador de temperatura externa
Computador de bordo
Tacômetro
Direção elétrica
Ar-condicionado
Rádio Continental 2DIN (Bluetooth, USB, AUX) com dois alto-falantes
Travas elétricas das portas
Vidros dianteiros elétricos

Itens de série da versão Intense

Traz todos os itens da versão Zen e acrescenta:
Maçanetas externas na cor da carroceria
Retrovisores em preto brilhante
Calotas Flex Wheel 14″ Bíton
Retrovisores elétricos
Chave tipo canivete
Câmera de ré
Media Evolution com tela de 8″ com Espelhamento de smartphone Android Auto® e Apple CarPlay®, funções Eco Coaching e Eco Scoring integradas ao multimídia
Comando satélite de áudio
Lanternas com assinatura em LED
Opcional: pintura bíton e rodas de liga leve diamantadas 14” bíton

Itens de série da versão Outsider

Traz todos os itens das versões Zen e Intense e acrescenta:
Barras de teto
Molduras de proteção lateral
Skis frontais e traseiros
Bancos exclusivos com detalhes na cor verde Citron
Rodas de liga leve diamantadas 14” bíton

Ítens de série da versão E-Tech

Vendida em versão única, entre os itens de série da versão 100% elétrica Kwid E-Tech, há alerta da pressão dos pneus, ar-condicionado de uma zona, assistente de partida em rampas, câmera de ré, controle de estabilidade, multimídia de 7” com Android Auto/Apple CarPlay, seis airbags (frontais, laterais e de cortina) e sensor de estacionamento, dentre outros.

Comentários