DMTV

Em vídeo, delegada detida diz que tem prima juíza; veja!

diario da manha

A delegada Érika Borges Moura do Amaral, suspeita de agredir o gerente de um bar, em Goiânia, e depois policiais dentro de um carro da Polícia Militar de Goiás, foi gravada no momento em que se identifica e afirma ser “prima de juíza”.

Érika atua no Distrito Federal, na delegacia que investiga crimes ambientais.

Dentro da viatura, a mulher também teria agredido os militares com palavrões.

Veja o vídeo

Após ser presa na última sexta-feira, 22, conforme a polícia, a mulher  se negou a fazer teste de embriaguez.

Um perito do Instituto de Criminalística também alega ter sido vítima de agressões da delegada.

A reportagem do DMOnline entrou em contato com familiares da delegada, que optaram em não comentar  o ocorrido. Eles pagaram R$ 7,7 mil de fiança para liberar a delegada.

Comentários