Economia

Petrobras contrata Citi, Bradesco e Santander para vender ativos

diario da manha
Uma das alternativas para a Transpetro é vender os navios da companhia

Estatal precisa vender ativos para passar por 2015 sem acessar o mercado externo, uma vez que está envolvida no maior escândalo de corrupção no Brasil

Do Uol
A Petrobras está trabalhando com o Citigroup, o Bradesco e o Santander Brasil para vender participações em três de suas unidades como parte do plano de US$ 13,7 bilhões em desinvestimento, segundo seis pessoas com conhecimento direto do assunto.
O Citigroup e o Bradesco são assessores na venda de uma fatia da Petrobras Distribuidora, disseram quatro pessoas, que pediram anonimato porque as discussões são privadas. As ações da BR Distribuidora poderiam ser vendidas diretamente ao comprador ou por meio de uma oferta pública, disse uma das pessoas.
O Santander está trabalhando na venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), segundo duas das pessoas. A venda da unidade de Transpetro também é avaliada, disseram três pessoas.
A Petrobras precisa vender ativos para passar por 2015 sem acessar o mercado externo, uma vez que está envolvida no maior escândalo de corrupção no Brasil. A companhia não divulgou um balanço auditado do terceiro trimestre de 2014 e disse, em 2 de março, que o plano de desinvestimento é de US$ 13,7 bilhões para 2015-2016, o que representa um terço de seu valor de mercado. A meta anterior era de até US$ 11 bilhões até 2018.
Uma das alternativas em discussão para a Transpetro é vender os navios da companhia e permitir que a Petrobras continue usando as embarcações após a venda por meio de contratos de afretamento, disse uma das pessoas.
Além da venda de fatia na BR Distribuidora, o Bradesco está trabalhando para auxiliar Petrobras a vender usinas de geração térmica, disseram três pessoas. Essas usinas, em conjunto com os gasodutos, poderiam ser vendidas a fundos de investimento e de pensão que buscam fluxos de caixa de longo prazo, num momento em que as geradoras de energia do Brasil lutam para atender a demanda.
Também é avaliada a venda da operação no Golfo do México, com ajuda do BNP Paribas, e os postos de combustíveis na América Latina, com a assessoria do Banco Itaú BBA, disseram três pessoas.
O campo Papa Terra, na Bacia de Campos, está entre as áreas que a Petrobras estuda vender, disse uma das pessoas. Os campos de petróleo a serem vendidos terão Bank of America como assessor.
A lista de ativos para desinvestimento está em análise por uma equipe da estatal liderada pela gerente geral Isabela Carneiro, que responde diretamente ao novo diretor financeiro, Ivan Monteiro, e está sujeita a alterações, disseram duas pessoas.

Comentários

Mais de Economia