Economia

Senar alavanca carreira de jovem empreendedor rural

Da assessoria

diario da manha

 

Entre os amigos do Sindicato Rural de Rio Verde, ele é conhecido como “Toy Story”, por causa do estilo cowboy de se vestir.  Mas fica por aí sua semelhança com o Xerife Woody, um dos bonecos de pano da animação dos estúdios Pixar. Rafael Felipe da Silva é um jovem empreendedor rural em Rio Verde, no interior de Goiás e, ao contrário de Woody,  é bem-humorado e muito antenado. Sempre em busca de novos conhecimentos sobre o agronegócio, tornou-se um dos alunos mais assíduos do portal de Educação a Distância do Senar (http://ead.senar.org.br/).

Aos 25 anos,  Rafael está concluindo  o curso superior em Gestão em Agronegócio. No site do Senar, ele procura aperfeiçoar seus conhecimentos e se manter em dia com as novas tecnologias. “Já fiz muitos cursos, principalmente os mais relacionados ao gerenciamento e administração da propriedade rural. Acho a metodologia perfeita e os tutores e monitores estão sempre disponíveis pra tirar dúvidas e nos orientar”.

Mesmo não tendo nascido em uma família com fortes raízes rurais, a vocação de Rafael para o agronegócio surgiu cedo. “Meu avô tem uma chacrinha com umas vaquinhas e desde menino eu me interessei pelo campo”. Ao concluir o ensino básico, com o apoio do pai, começou a trabalhar como ordenhador. “Ia todo dia tirar leite em uma fazenda a 10 quilômetros da cidade”. Depois, foi ganhando experiência e conhecimento até chegar ao posto que ocupa hoje,  diretor comercial de uma empresa de sistemas de gerenciamento agrícola.

Na função, Rafael está sempre visitando fazendas, tirando um dedo de prosa aqui, outro ali. Nessas andanças, segundo ele,  sente que o acesso do pequeno e médio produtor rural ao conhecimento ainda está longe do ideal. “O grande produtor  é bem informado, mas o pequeno e o médio não sabem muito bem como administrar sua propriedade como uma empresa, o que é fundamental hoje em dia. Por isso, o portal de educação a distância do Senar é realmente muito importante. Ele leva o conhecimento até o homem do campo”.

Comovido, Rafael conta uma situação vivida há pouco tempo. Passando por uma fazendinha, viu um senhor de idade sentado na varanda da casa. Parou, se apresentou e puxou conversa. “Aquele senhor me contou que tinha umas poucas vacas e vivia do leite que tirava, mas estava quase desistindo do campo. Disse que ia acabar vendendo sua terrinha e se mudando pra cidade, porque não tava mais dando conta de manter a propriedade. É tão ruim isso, ver uma pessoa  que passou a vida trabalhando na terra ter que abandonar tudo. Se ele tivesse mais informação, talvez conseguisse administrar sua propriedade com sucesso”.

 

34 cursos independentes e gratuitos

Por onde vai, Rafael procura repassar os conhecimentos adquiridos no portal de Educação a Distância do Senar e recomenda os cursos para todos os produtores e trabalhadores rurais que encontra. “Estou partindo pra cursos mais técnicos. Comecei  agora o curso de capacitação tecnológica em Bovino de Corte. Nos cursos focados em negócios e empreendedorismo, como o Trabalhador Empreendedor e o Negócio Certo Rural, aprendi muito. Eles ensinam como fazer um bom planejamento, analisar custos e despesas,  a necessidade de se adotar equipamentos de proteção, e ensinam até como o patrão deve se relacionar com seus empregados”.

O portal de Educação a Distância do Senar oferece atualmente quatro programas diversos (Capacitações Tecnológicas, Inclusão Digital, Empreendedorismo e Gestão de Negócios e Qualidade de Vida) e um total de 34 cursos independentes. Todos eles  inteiramente gratuitos.  Para Rafael, a grande vantagem do site é a facilidade de acesso e total liberdade do aluno para assistir as aulas na hora e no local que lhe for mais conveniente. “As videoaulas são ótimas. A gente pode até ouvir o conteúdo enquanto se ocupa de alguma atividade mecânica”.

E os planos do jovem cowboy para o futuro? “No máximo em cinco anos, vou montar uma cooperativa para ajudar pequenos e médios agricultores na comercialização dos seus produtos. A cooperativa vai dar suporte a essa parcela da população rural hoje carente de informação. Vou poder repassar tudo o que venho aprendendo com o  Senar”. Os planos de Rafael não param por aí. “Sonho em ter minha própria fazenda e, com ela, garantir minha aposentadoria”.

Comentários

Mais de Economia