Economia

Tecnoleite 2015 começa hoje

Da Assessoria

diario da manha

 

Considerada uma das maiores feiras tecnológicas, no que diz respeito à produção leiteira do Estado, a Tecnoleite Complem 2015, promovida pela Cooperativa Mista dos Produtores de Leite (Complem), de Morrinhos, entre os dias 20 e 22 de maio, traz esse ano, uma exposição cheia de novidades. Em sua quinta edição, o evento apresentará técnicas e soluções para o aumento da produção e da competitividade da bacia leiteira de Goiás. A abertura está marcada para a manhã de hoje e contará com a presença do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner.

Além das tradicionais palestras e oficinas, haverá espaço para demonstrações técnicas de equipamentos e implementos agrícolas, de cultivares e sementes e um amplo espaço para exposição de animais e produtos. Aproximadamente, 15 mil participantes são esperados durante dos três dias de evento.

Neste ano, a expectativa é superar o valor dos negócios, que em 2014 foi de R$ 25 milhões. Para isso, palestras com técnicos de renome nacional, exposição de produtos e tecnologias que auxiliam no aperfeiçoamento de métodos destinados ao aumento de produção e da produtividade, além de linhas de crédito específicas para financiar a produção estarão entre as novidades.

A feira, que acontece todos os anos no Centro Tecnológico (CTC) da cidade, tradicionalmente realizada no mês de agosto, e que neste ano foi antecipada para que o produtor possa acompanhar e se preparar para o plantio da safra, apresentará maquinários modernos, implementos e insumos agrícolas de última geração. Além de aparelhos tecnológicos na melhoria da rentabilidade leiteira. No total, foram investidos cerca de R$ 1 milhão na melhoria da estrutura, distribuído em 8,5 hectares para demonstrações de sementes, pastagens e cultura de hortaliças.

 

Pecuária de Leite

Presente nos 246 municípios do Estado, a pecuária de leite, embora seja uma atividade primária, a cada ano mostra avanços, com a adoção de tecnologias e práticas de manejo, os resultados em relação ao produto, busca ser da melhor qualidade para o mercado. Nesta 5ª edição da Tecnoleite Complem, além das novidades tecnológicas relacionadas à pecuária de leite que são apresentadas a cada ano, a feira contará com uma série de novas ferramentas voltadas para agropecuária com um todo. Vão ser contempladas no evento, as pecuárias de leite e corte, e, a produção agrícola.

Acompanhado a evolução do mercado, a feira tem em sua trajetória o aumento da produção leiteira do município. O município de Morrinhos passou do quarto lugar para o primeiro no ranking de produtor de leite do Estado, em três anos. De acordo com a última edição da pesquisa agropecuária de Produção Agrícola Municipal (PAM), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade se tornou a segunda região com maior produção de leite do País, atrás apenas de Castro, localizada no Paraná.

 

Competição

A realização do primeiro torneio leiteiro dentro da feira em 2014 estimulou uma maior participação em 2015. O número deve chegar a 15 participantes com 30 animais, número maior do que o ano passado, que foi de nove pecuaristas com 14 vacas e quatro novilhas. Independente do porte do produtor, a expectativa é de que a competição desta edição seja mais acirrada. Uma das novidades é que a premiação será maior e os primeiros lugares do torneio vão R$ 5 mil cada.

 

Cursos e oficinas

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) integra a Tecnoleite com vários cursos e oficinas, para os produtores interessados na profissionalização e em novos conhecimentos para o campo. Durante os dias de evento, o público contará com cursos como: Produção de Rapadura e Cachaça; Agricultura de Precisão; Trançado em Couro/Selaria; Olericultura Básica; Inseminação Artificial de Bovinos de Leite; Derivados de Leite e Transformação Caseira de Carne Suína. Além disso, haverá também curso de Irrigação Baixo Investimento, disponibilizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás (Sebrae-GO).

Comentários

Mais de Economia