Economia

Cresce abate de bovinos e aves. Cai o de suínos

diario da manha
foto:ebc

 

O abate de bovinos em Goiás no terceiro trimestre de 2017 (844.985 cabeças) registrou um aumento de 7,7% em relação ao 2º trimestre de 2017 (784.354 ca­beças) e aumento de 13,9% fren­te ao terceiro trimestre de 2016 (741.950 cabeças). No país, o aba­te de 7,98 milhões de cabeças re­gistrou acréscimo de 7,6% em re­lação ao trimestre anterior (7,42 milhões de cabeças) e um aumen­to de 9% frente ao 3º trimestre de 2016, quando foram abatidas 7,32 milhões de cabeças. Os números são do IBGE, divulgados, ontem, pela unidade local da instituição.

No terceiro trimestre de 2017 foram abatidas 428.105 cabeças de suínos em Goiás, represen­tando um decréscimo de -1,6% em relação ao último trimestre (435.138 cabeças) e de 7,1% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (460.771 cabeças). Já em nível nacional, no 3º trimestre de 2017 foram abatidas 11,03 mi­lhões de cabeças de suínos, repre­sentando um aumento de 3,9% em relação ao trimestre imedia­tamente anterior (10,61 milhões de cabeças) e de 2,9% na compa­ração com o mesmo período de 2016 (10,72 milhões de cabeças).

O abate de frangos no esta­do de Goiás no terceiro trimestre de 2017 (95,08 milhões de cabe­ças) apresentou um aumento de 7,4% em relação ao mesmo tri­mestre de 2016 (88,49 milhões de cabeças), e um aumento de 1,2% em relação ao trimestre anterior (93,99 milhões de cabeças). No Brasil, foram abatidas 1,474 bi­lhão de cabeças de frangos no 3º trimestre de 2017. Esse resultado significou crescimento de 0,1% em relação ao mesmo trimestre de 2016 (1,472 bilhão de cabeças) e crescimento de 2,1% na com­paração com o trimestre anterior (1,426 bilhão de cabeças).

AQUISIÇÃO DE LEITE SOBE 5,5 %

A aquisição de leite cru foi de 591,7 milhões de litros no terceiro trimestre de 2017 em Goiás, um aumento de 5,5 % em relação ao 3º trimestre de 2016 (560,6 milhões de litros) e uma diminuição de 0,2% em relação ao trimestre anterior (593,0 milhões de litros). No Brasil, foram adquiridos nes­se mesmo trimestre, pelas in­dústrias processadoras de leite, 6,162 bilhões de litros de leite com aumento de 5,4% em re­lação ao mesmo trimestre do ano anterior (5,848 bilhões de litros) e crescimento de 9,1% frente ao segundo trimestre de 2017 (5,647 bilhões de litros).

No terceiro trimestre de 2017 foram adquiridas em Goiás 413.497 mil peças inteiras de cou­ro cru bovino por parte dos curtu­mes, com recuo na aquisição de 3,9% em relação ao trimestre an­terior (430.427 mil unidades) e di­minuição de 4,2% em relação ao mesmo período do ano anterior (431.403 mil unidades). No Brasil, a aquisição de couro foi de 6,62 milhões de peças no 3º trimestre de 2017. Essa quantidade foi 4,3% maior que a registrada no trimes­tre imediatamente anterior (6,34 milhões de peças) e 3,3 % maior a registrada no mesmo trimestre de 2016 (6,41 milhões de peças).

PRODUÇÃO DE OVOS

A produção de ovos de gali­nha foi de 47,25 milhões de dú­zias no terceiro trimestre de 2017 em Goiás, representando um acréscimo de 10,5% em relação ao mesmo trimestre do ano an­terior (42,74 milhões de dúzias) e de 3,6% em relação ao 2º tri­mestre de 2017 (45,61 milhões de dúzias). Nacionalmente, a pro­dução de ovos de galinha alcan­çou a marca de 839,45 milhões de dúzias neste trimestre. Essa quantidade foi 7,7% maior que a registrada no mesmo trimestre de 2016 (779,59 milhões de dú­zias) e 2,7% maior que a apura­da no trimestre anterior (817,58 milhões de dúzias ).

 

Comentários

Mais de Economia