Economia

Governo de Goiás busca atração de investimentos em São José dos Campos (SP)

diario da manha

O governo de Goiás, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC) e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (SEDI), esteve nessa terça-feira, 7, em São José dos Campos, interior de São Paulo. Os representantes das pastas, os titulares Wilder Morais e Adriano da Rocha Lima, estavam acompanhados do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, e por representantes da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) e da Comdefesa, além do prefeito de Anápolis Roberto Naves. A comitiva visitou uma empresa do setor aeronáutico que demonstrou interesse em levar para Goiás uma empresa de fabricação e manutenção de aeronaves.

Servidores técnicos da SIC também participaram da visita e apresentaram aos diretores da empresa todas as potencialidades do Estado. A nova formatação de governo, que prioriza o bem-estar dos goianos e a transparência, tem atraído os olhares de grandes investidores. Além disso, a localização geográfica e a viabilidade de mercado, além dos incentivos fiscais também tem sido fundamental para despertar o interesse das empresas. A política de atração de investimentos é defendida pelo atual governo como uma das alternativas para driblar a crise enfrentada pelo Estado, gerando mais empregos e renda aos goianos.

Além desta visita, a comitiva também foi ao Parque Tecnológico de São José dos Campos, que é referência nacional no assunto. O parque possui centros de desenvolvimento tecnológicos nas áreas de energia aeronáutica, saúde, e recursos hídricos e saneamento ambiental. As empresas residentes nos centros empresariais do Parque Tecnológico atuam nos setores de tecnologia da informação e comunicação, instrumentação eletrônica, geoprocessamento, aeronáutica, defesa, espacial, energia, saúde e biomedicina. Para o titular da SIC, Wilder Morais, a abertura de um Centro Tecnológico ajuda a impulsionar a política de atração de investimentos. “Nós estamos visitando um centro tecnológico que deu certo no Brasil. O intuito da comitiva é atrair investimentos para o Estado de Goiás”, acrescentou.

Já o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Adriano da Rocha Lima, falou que também é de interesse da comitiva aproveitar a vocação logística de Anápolis para trazer indústrias 4.0 para o Estado, iniciando um novo ciclo de desenvolvimento local. “O parque tecnológico que visitamos é uma referência. Nós queremos fazer algo similar, em Anápolis. Mas aproveitando outras potencialidades, que superam São José dos Campos”, enfatizou. O presidente da Fieg, Sandro Mabel, também destacou a importância de um parque do porte semelhante ao que visitaram. “O centro tecnológico é um espetáculo. É exatamente esse modelo que nós estamos tentando atrair para Anápolis. E eles possam nos ajudar nesse projeto”, disse Sandro Mabel.

Comentários

Mais de Economia