Economia

Aparecida abre caminho para relações comerciais com a China

diario da manha

O prefeito Gustavo Mendanha recebeu na manhã desta sexta-feira, 28, a visita do presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China (CCIBC), Charles Tang. O encontro, que aconteceu no auditório da Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (Aciag), teve como objetivo discutir relações internacionais com foco em possíveis acordos comerciais para a atração de investimentos chineses para o município.

Na oportunidade, o prefeito apresentou as potencialidades econômicas de Aparecida e deu sinal positivo para a realização de acordos comerciais com o país asiático. “Temos buscado prospectar investimentos, vislumbrando parcerias internacionais para continuarmos atraindo grandes negócios à nossa cidade. A visita do Charles Tang engrandece o nosso município e acredito que podemos avançar com relações comerciais e internacionais com a China”, afirmou Gustavo Mendanha. O gestor ainda destacou que o município tem realizado obras importantes no sentido de melhorar a urbanização, infraestrutura, saúde, educação e mobilidade, o que ajuda a aumentar o interesse das empresas.

Em relação as potencialidades de Aparecida, Tang afirmou que a China tem interesse em estabelecer contato e relações comerciais exteriores com o município que se mostra atrativo em vários sentidos. “Nós estamos à disposição do prefeito para avançar o diálogo e quem sabe construirmos uma relação internacional para o comércio com a China”, sublinhou. Na oportunidade, Tang ainda apresentou ao prefeito projetos de seu país que podem ser interessantes para Aparecida, já que são voltados para a sustentabilidade, comércio e tecnologia.

Segundo o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China (CCIBC), o país asiático quer entrar no mercado brasileiro. “Uma grande empresa chinesa quer investir no Brasil com o projeto de transformar o lixo em energia elétrica. Não é fazer a coleta de lixo ou administrar aterro sanitário, mas pegar o lixo produzido na cidade e transformar em usina termoelétrica. Isso com certeza vai resolver um problema para muitos prefeitos, gerando riqueza e energia”, pontou.

Tang explicou que uma segunda empresa chinesa pretende investir em tecnologia solar no Brasil.”Queremos encontrar um empresário para que seja um parceiro e instalar uma montadora de placas solares aqui. O interesse está mais para entrar no mercado brasileiro do que ter uma fábrica no país. A empresa quer entrar com US$ 2 bilhões em equipamentos, um pacote de US$ 1 milhão em treinamento e tecnologia. Essa é uma oferta generosa para o empresário de grande porte que quiser abrir uma montadora de placas solares”.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Aparecida, Rodrigo Caldas, um dos organizadores da visita de Charles Tang, o município tem crescido de forma muito rápida e que o momento é de criar novas oportunidades de comércio e geração de renda. “Nossa cidade tornou-se altamente atrativa para investidores e empresários de diversos setores. Aparecida é referência em gestão fiscal, caminhando na contramão da crise, e é claro que os investimentos são bem-vindos”, destacou.

Para o presidente da Aciag, José Luiz Celestino, a proposta de internacionalizar acordos comerciais gera oportunidades e atrai investimentos. “Aparecida alcançou um rápido crescimento em vários aspectos, sobretudo em sua atividade econômica para os setores da indústria e comércio. Nossa ideia é agregar valores para a nossa cidade, alcançar níveis mais longe de negócios, gerando emprego e renda. E a relação com a China pode nos proporcionar isso também e muito mais”, finalizou.

Marcaram presença no encontro os secretários municipais Ricardo Teixeira (Articulação Política), o secretário licenciado de Projetos e Captação de Recursos, Einstein Paniago e o gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação as Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), Plínio César Lucas Viana.

Comentários

Mais de Economia