Economia

Pesquisa aponta economia de 60% na compra de hortifruti

A pesquisa ressalta que o consumidor precisa ficar atento aos preços dos produtos à venda em dias de promoção, que podem na verdade sair mais caros

diario da manha
Foto: Reprodução

Segundo pesquisa realizada pelo Procon Goiás, fazer compras de hortifruti nos supermercados de Goiânia em dias de promoção, pode render uma economia de até 60%. Porém é preciso tomar cuidado e ficar atento aos itens anunciados para não perder a economia obtida na compra.

De acordo com o Procon Goiás em dias de promoção não são todos os itens que estão com preços atrativos, alguns ficam com preços até maiores que os praticados em dias normais.

O Procon coletou preços de 51 itens em 12 supermercados do dia 16 ao dia 26 de setembro. Cada estabelecimento comercial foi visitado duas vezes para comparar os valores. A primeira visita foi em dias habituais e a segunda em dias de promoção.

A pesquisa informa alguns cuidados a serem observados na hora da compra. Em comparação com o levantamento feito pelo Proncon em 2018, o preço de hortifrutis aumentou 5,92%.

De acordo com a pesquisa, alguns produtos tiveram elevação anual de 201,12%, como por exemplo a cebola que, em setembro do ano passado o preço médio do quilo era de R$ 1,56 e atualmente custa em média, R$ 4,70.

Produtos anunciados com preços promocionais gera economia

Nos dias habituais, os preços nos estabelecimentos visitados podem variar até 576,27%. Como o quilo da beterraba que, o preço oscila de R$ 0,59 a R$ 3,99. Segundo o Procon Goiás, antes de ir às compras em dias de promoção, é muito importante saber os preços dos produtos em dias normais, para avaliar se de fato ele está ou não com preço mais vantajoso.

O Proncon afirma que apenas produtos de fato anunciados estão com preços promocionais e, com eles, o consumidor pode conseguir economia de até 61%.

A pesquisa ressalta que o consumidor precisa ficar atento aos preços dos produtos à venda em dias de promoção, que podem na verdade sair mais caros. Como o quilo do maracujá, que em dias normais, foi encontrado a R$ 2,98 e em dias de promoção, R$ 4,99, um aumento de 67,45%.

De acordo com o Procon Goiás, é importante priorizar a compra dos itens anunciados na oferta, além de dar preferência aos produtos da época e da região, pois eles podem estar mais frescos.

O orgão explica que mesmo que os produtos estejam com preços maiores em dias de promoção, desde que eles não estejam anunciados e ofertados, não é prática abusiva.

Comentários

Mais de Economia