Educação

Conheça as figuras políticas que marcaram os 88 de Goiânia

Entre os nomes que marcaram a história de Goiânia estão Pedro Ludovico Teixeira, Íris Rezende Machado e Nion Albernaz, entre tantos outros nomes da política

diario da manha
Foto/Prefeitura de Goiânia

Nessa semana Goiânia completará 88 anos, e para comemorar essa data e entendermos a importância desse dia, voltaremos ao passado para conhecer melhor alguns personagens que foram fundamentais na história da cidade.

De acordo com a história, a primeira capital do estado foi a Cidade de Goiás, criada no século XVIII e que hoje é um município. Goiânia só passou a ser capital, depois das transformações políticas em 1930, na era Vargas. Após uma série de fatores políticos que tardaram a mudança da Capital, Pedro Ludovico confirmou a mudança da capital em 24 de Outubro de 1933. Esse foi o lançamento da construção da cidade Goiana.

Pedro Ludovico Teixeira

Pedro Ludovico Teixeira, nasceu no dia 23 de outubro de 1891. Pedro era formado pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e anos depois se tornou político. Ele foi nomeado como interventor do estado de Goiás, como aquele que estabeleceu a renovação e trouxe mudanças para a capital. Pedro Ludovico projetou a cidade para se tornar um grande centro político-econômico.

Projetada para inicialmente para habitar 50 mil pessoas, Goiânia triplicou os habitantes após a chegada da estrada de ferro, em 1951 e a construção de Brasília, de 1954 a 1960. No ano de 1965 a capital goiana já tinha cerca 150 mil habitantes.

Pedro Ludovico foi governador de Goiás em 1935 a 1937 e senador de Goiás em 1946 a 1951. Ele também foi redator do jornal goiano “A Voz do Povo” e membro honorário da Academia de Letras de São Paulo. O inventor faleceu em Goiânia no dia 16 de agosto de 1979 aos 87 anos. Atualmente ele é considerado uma grande figura política que marca a história da cidade e da sua fundação.

Íris Rezende

Outra figura importante para Goiânia é o ex-prefeito Íris Rezende Machado. Natural de Cristianópolis, Goiás, ele nasceu em 1933 e mudou para a capital no ano de 1940. Formado em direito, Íris ingressou na política na década de 1950, quando tinha apenas 16 anos. Além de se tornar prefeito de Goiânia em 1966, Íris também foi deputado estadual em Goiás, Governador do estado por dois mandatos, Senador da República por Goiás, ministro da Agricultura no governo José Sarney e ministro da Justiça no governo Fernando Henrique Cardoso.

A gestão de Íris na prefeitura Goiana, tanto como Prefeito e como Governador, ficaram marcadas pelos mutirões para construir casas populares, que ele mesmo participava dos trabalhos de construção. Com a popularidade em alta e querido pelo povo, Íris se tornou alvo de militares, opositores da ditadura e teve seu mandatos cassado em 1969. Por causa disso, ele perdeu seus direitos políticos por 10 anos.

Íris foi prefeito de Goiânia pela primeira vez em 1966 até 1969. Foi eleito pela segunda vez, assumindo o cargo em 2005 até 2010 e assumiu pela terceira vez, em 1 de janeiro de 2017 até 2020.

Ele foi Senador de 1995 a 2003. Foi Governador pela primeira vez em 1983 a 1986, e depois em 1991 a 1994. Se tornou ministro da justiça em 1997 a 1998 e ministro da Agricultura do Brasil de 1986 a 1990

Nion Albernaz

Dentre as figuras públicas que marcaram a história de Goiânia, está Nion Albernaz. Formado pela Universidade Católica de Goiás, ele era economista, engenheiro civil e político. Nion nasceu em 1930, na cidade de Goiás, antiga Vila Boa. Albernaz se tornou prefeito de Goiânia por três vezes.

Em 1966 a 1968, Nion ocupou o cargo de Secretário Municipal de Fazenda de Goiânia na administração Iris Rezende. Após a eleição de Iris ao governo do estado em 1982, Albernaz foi nomeado prefeito de Goiânia em 1983 a 1986. Ele foi considerado o Deputado Federal mais votado do estado de Goiás pelo PMDB e logo após cumprir seu mandato se tornou prefeito de Goiânia.

Nion Albernaz, criou 10 Cooperativas de Produção em bairros considerados carentes, em parceria com o Sebrae e o Governo do Estado. Promoveu a construção das marginais Botafogo e Cascavel. Iniciou a construção do Paço Municipal, implantou a Assessoria Especial da Mulher para atendimento nas áreas relativas à Justiça, cartoriais, psicológica, médica e laboratoriais, entre outras atividades.

Ele recebeu a mais alta comenda da Assembleia Legislativa em 2010, após ganhar a Medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira. Em Brasília, ele também participou ativamente da elaboração da Constituição Federal, promulgada em outubro de 1988.

Após a construção e a evolução da capital, Goiânia, atualmente é a 8ª melhor capital brasileira para se viver. Segundo uma pesquisa da Organização de Desafios da Gestão Municipal (DGM) e as estimativas de 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Goiânia tem mais de 1 milhão e 555 mil pessoas. Sendo a sexta maior cidade do Brasil em tamanho, com 256,8 quilômetros quadrados de área urbana e o décimo município mais populoso do Brasil.

Leia Também

Comentários