Entretenimento

50 anos de carreira de Carlos Brandão serão celebrados, neste sábado

diario da manha

Com produção cênica, cultural e divulgação da workaholic Janaína Soldera, o cantor e composi­tor Carlos Brandão, um ‘en­fant terrible’ do Lyceu de Goi­ânia e das revoltas estudantis de 1968, em Goiânia, quando o mundo parecia que iria ex­plodir diante de tanta provo­cação política, estética e com­portamental, sobe ao palco, amanhã, às 20h, no Teatro do Espaço Sonhus, Colégio Ly­ceu, para a apresentação do espetáculo autoral ‘Di Menó e Di Maió’.

– 50 anos de trajetória artísti­ca de Carlos Brandão.

Um espetáculo que mistu­ra música, teatro e performan­ces poéticas. No palco, Car­los Brandão [o Di Maió] e seu convidado, o poeta David You­ng [Di Menó]. Os dois recebem convidados. Integram a sele­ta lista para o espetáculo cult e inventivo o poeta Rafael Vaz, o ra­pper Eduardo Genuíno e o ator Pablo Angelino. O show cênico faz parte do Trabalho de Con­clusão de Curso de Tecnologia em Produção Cênica, do Itego, em Artes, Basileu França.

– A produção é de um grupo de formandos.

Eles se dividem em ilumina­ção, cenário, figurinos, assesso­ria de comunicação, sonoplastia e outros itens de produção cêni­ca e cultural. A direção geral e ar­tística do espetáculo é da conhe­cida atriz Adriana Brito. Cantor, compositor, poeta, jornalista e ativista cultural, Carlos Brandão nasceu em Mossâmedes, interior do Estado de Goiás. Com 14 anos de idade radicou-se na Capital. Aos 17 ele compôs sua primeira música, informa a organização.

– Um marco para o início de sua carreira como compositor.

PERFIL

Carlos Brandão tem mais de 500 músicas compostas, cerca de 200 gravadas em todo Brasil e dezenas no exterior. Em seus longos 50 anos de carreira, ele se destacou na função de diretor de espaços artísticos, teatros e cen­tros culturais, e também como jornalista. Uma de suas caracte­rísticas principais era a de abrir espaços na mídia e nos points estéticos para jovens artistas, músicos, poetas, atores, ilumi­nadores, técnicos de som.

Já o poeta David Young se destaca por seus textos fortes. Carlos Brandão define-o as­sim: “Poesia que beira o punk rock.” A sua área principal de publicação são as redes so­ciais. O artista participou da Antologia Clandestina Po­esia Marginal Goiana. Trata­-se de um livro com poemas de dezenas de novos escrito­res de Goiânia. Obra lançada em Goiânia e São Paulo. David Young recitará poemas, como ‘O ápice da revolta”, “Cuspo no prato que como”, além de ‘Possibiliporre”.

14 anos de idade.Ele muda-se para Goiânia

500 músicas produziu velho compositor Carlos Brandão

50 anos de carreira completará o cult artista goiano

 

 

SHOW CÊNICO: DI MENÓ E DI MAIÓ

Dia: 16 de dezembro de 2017 [sábado]

Horário: 20h

Local: Espaço Sonhus [Rua 18, esquina com Rua 21, Centro, dentro do Lyceu de Goiânia]

Ingressos: R$ 10 [preço único]

Informações: 6(2) 9 – 9414- 8384 [Janaína Soldera]

 

Comentários

Mais de Entretenimento

10 de julho de 2019 as 09:38

HORÓSCOPO 10/07/2019

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio