Entretenimento

12 de dezembro na História

diario da manha
Representação do roubo da Mona Lisa pelo italiano Vincenzo Peruggia

EVENTOS HISTÓRICOS:

1804 – Espanha declara guerra à Inglaterra.

1807 – O rei Carlos da Etrúria abdica de seu reino na promessa de ganhar outro, que se chamaria Reino da Lusitânia Setentrional, de Napoleão.

1897 – Inauguração da Cidade de Minas, que a partir de 1901 passa a se chamar Belo Horizonte.

1913 – A obra Mona Lisa de Leonardo Da Vin­ci é encontrada em um hotel após ter sido rou­bada dois anos antes por Vincenzo Peruggia. Vincenzo é o italiano, que roubou a Mona Lisa, em 22 de agosto de 1911 do Museu do Louvre. Ele alegou ser um patriota italiano que deseja­va retornar para seu país um dos numerosos te­souros que Napoleão Bonaparte havia rouba­do de lá. Porém, Vincenzo desconhecia o fato de que a Mona Lisa havia sido ofertada como presente ao rei Francisco I de França pelo pró­prio Leonardo da Vinci, quase trezentos anos antes de Napoleão. A Mona Lisa foi recuperada em 12 de dezembro de 1913 em Florença. Pe­ruggia foi condenado a um ano e quinze dias por seu crime. Um recurso reduziu sua sen­tença para sete meses e nove dias. Peruggia foi considerado pela maioria de seus compatrio­tas como um herói da arte nacional. Durante o roubo ele foi para um hotel onde guardou o retrato da Mona Lisa debaixo da cama.

1963 – Proclamada a independência do Quénia.

1978 – Revolução Iraniana: cerca de dois mi­lhões de pessoas inundam as ruas de Teerã para protestar contra o xá Reza Pahlevi.

2000 A Usina Nuclear de Chernobil é desligada

2012 – O asteroide 4179 Toutatis passa pró­ximo à Terra.

 

 

NASCIMENTOS:

Frank Sinatra
Silvio Santos

1791 – Maria Luísa, Arquiduque­sa da Áustria e esposa de Napoleão Bonaparte (m. 1847).

1792 – Alexander Ypsilantis, no­bre grego (m. 1828).

1799 – Karl Briullov, pintor rus­so (m. 1852).

1819 – Jules Eugène Lenepveu, pintor francês (m. 1898).

1821 – Gustave Flaubert, escritor francês (m. 1880).

1863 – Edvard Munch, pintor no­rueguês (m. 1944).

1866 – Alfred Werner, químico francês (m. 1919).

1886 – Henriqueta Martins Catha­rino, feminista e educadora brasi­leira (m. 1969).

1891 – Buck Jones, ator estaduni­dense, famoso por seus papéis de cowboy (m. 1942).

1903 – Yasujiro Ozu, cineasta ja­ponês (m. 1963).

1914 – Patrick O’Brian, escritor e tradutor inglês (m. 2000).

1915–Frank Sinatra, ator e cantor norte-americano (m. 1998). Ele foi um cantor, ator, e produtor ame­ricano, sendo considerado um dos mais populares e influentes artistas musicais do século 20. Ele é um dos maiores recordis­tas de vendas de discos de todos os tempos, com mais de 150 mi­lhões de discos vendidos.

1915–Augusto Ruschi, cientista, agrônomo, advogado, ecologista e naturalista brasileiro (m. 1986).

1929 – José Alves Antunes Filho, dramaturgo e cineasta brasileiro.

1930 – Silvio Santos, apresen­tador e empresário brasileiro. Ele é um icônico apresentador de televisão e empresário brasi­leiro. Proprietário do Grupo Sil­vio Santos, que inclui empresas como a Liderança Capitalização (administradora da loteria Tele Sena), a Jequiti Cosméticos e o Sistema Brasileiro de Televisão (mais conhecido como SBT), Sil­vio Santos possui um patrimônio avaliado em aproximadamente quatro bilhões de reais.

1938 – Felipe Levy, ator e humo­rista brasileiro (Os Trapalhões) (m. 2008).

1945 – Wagner Tiso, compositor brasileiro.

1946–Emerson Fittipaldi, piloto automobilístico brasileiro.

1958 – Ná Ozzetti, cantora bra­sileira.

 

 

 

MORTES :

1877 – José de Alencar, escritor brasileiro (n. 1829). Ele foi um es­critor e político brasileiro. É no­tável como escritor por ter sido o fundador do romance de temá­tica nacional, e por ser o patrono da cadeira fundada por Macha­do de Assis na Academia Brasi­leira de Letras. Na carreira po­lítica, foi notória a sua tenaz defesa da escravidão no Bra­sil quando ministro da Justiça do segundo reinado. Filho ile­gítimo do padre e mais tarde senador José Martiniano Pe­reira de Alencar e de sua pri­ma D. Ana Josefina de Alen­car, era irmão do barão de Alencar, sobrinho de Tristão Gonçalves, neto de Bárbara de Alencar e primo em segun­do grau do barão de Exu. For­mou-se em Direito, iniciando-se na atividade literária no Correio Mercantile no Diário do Rio de Ja­neiro. Casou-se com Georgiana Augusta Cochrane (1846-1913), sendo pai do embaixador Augus­to Cochrane de Alencar.

1921 – Henrietta Swan Leavitt, astrônoma estado-unidense (n. 1868). Ele foi uma astrônoma es­tado-unidense famosa por seu trabalho sobre estrelas variáveis. Seus resultados foram utilizados por Edwin Hubble para calcular as distâncias das galáxias(à época chamadas de “nebulosas”). Com isso, Hubble pôde mostrar que algumas destas “nebulosas” são na verdade outras galáxias, pon­do fim a um longo debate sobre a natureza des­tes objetos e sobre as dimensões do Univer­so. O conhecimento das distân­cias destes objetos permitiu ain­da que Hubble concluísse que o Universo está em expansão, o que demonstra a importância dos tra­balhos de Henrietta Leavitt.

1962 PatríciaRehderGal­vão, escritora e jornalista brasileira (n. 1910).

1963 Yasujiro Ozu, cineasta ja­ponês (n. 1903).

1985 Phil Karlson, cineasta es­tadunidense (n. 1908).

1999 Joseph Heller, escritor es­tadunidense (n. 1923).

Libertad Lamarque, atriz e can­tora argentina (n. 1908).

George Montgomery, ator nor­te-americano (n. 1916).

2002 – Orlando Vilas-Boas, ser­tanista brasileiro (n. 1914). – Foi um sertanista brasileiro. Algu­mas pessoas dentre a qual Or­lando Villas-Bôas dependeu de influências para ter feito registro dos índios com vi­são contrária a visão normal de mundo tem pensamen­tos e formas de descrever os índios condenada pela ótica dos Irmãos Villas-Bôas, visto porque Von Martius defen­dia que se tinha que se civi­lizar os índios e deixá-los sa­tisfeitos e sadios, enquanto os Villas-Bôas defendia que os ín­dios tinham que estarem aban­donados, isolados, nunca serem domesticados e que não se deve civilizar os índios e também por­que Claude Lévi-Strauss descreve os índios de acordo com a ótica do “Bom selvagem”, e esse conceito de “Bom selvagem” são os índios totalmente submissos, os índios revoltosos são classificados pelo conceito como “Mau selvagens”, o que faz desse conceito ser con­denado pelos irmãos Villas-Bôas.

2007 Borges de Barros, ator, humorista e dublador brasilei­ro (n. 1920).

2007 Ike Turner, músico norte­-americano (n. 1931).

2007 MárcioMontarroyos, músi­coinstrumentistabrasileiro(n. 1948).

 

 

Comentários

Mais de Entretenimento

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio