Entretenimento

Morre Hugo Zorzetti

diario da manha

A cultura goiana certamen­te ficou em luto nesta se­mana com a notícia da morte do escritor e teatrólogo Hugo Zorzetti. O escritor foi um dos fundadores do curso de Artes Cênicas da UFG e ao longo de dé­cadas foi responsável por inúme­ros espetáculos na capital, atual­mente a peça Anzóis no Aquário, de autoria de Zorzetti está circu­lando pela capital. Vários depar­tamentos e grupos de teatro sol­taram notas de pesar.

A Emac, escola de música e artes cênicas da UFG, soltou a seguinte nota: “Hoje a cultu­ra goianiense perdeu um dos seus grandes representantes. Hugo Zorzetti: ator, diretor e escritor e, sobretudo, um ser humano notável. Professor do antigo Instituto de Artes, hoje Escola de Música e Artes Cê­nicas da UFG, foi um dos ide­alizadores do curso de Artes Cênicas. A Emac expressa à fa­mília e aos amigos nossos sen­timentos, nos irmanando nes­se momento de dor.”

O Grupo Sonhus Teatro Ritu­al também se manifestou: “Aque­les que amamos, nunca morrem, apenas partem antes de nós”, é a frase que o Grupo Sonhus Tea­tro Ritual propaga no dia de hoje. Um nome louvável do teatro de Goiás nos deixa para abrilhantar o céu. Hugo Zorzetti, o pensador que propôs a reflexão por meio da comédia, nos deixa um lega­do ao qual louvaremos com união de pessoas e ideias. Nossos sen­timentos a família, amigos e to­dos envolvidos em sua arte. Nossa gratidão eterna a essa pessoa que nunca desistiu de propagar a cul­tura e conhecimento a todos.”

Por fim, a Seduce também soltou uma nota em solidarieda­de aos amigos e familiares:

“A notícia do falecimento do escritor, professor e teatrólogo Hugo Zorzetti comoveu a equipe da Secretaria de Educação, Cul­tura e Esporte nesta terça-feira, 5/12. A secretária Raquel Teixeira lamentou a notícia da perda de Zorzetti e disse prestar toda a sua homenagem ao talentoso drama­turgo. O superintendente executi­vo de Cultura, José Eduardo Mo­rais, e o superintendente de Ação Cultural, Nasr Chaul, também fi­caram comovidos com a notícia e falaram da grande perda para a cultura goiana.

A história de Hugo Zorzetti se confunde com a do teatro goiano e brasileiro. Marcou época com o Grupo Teatro Exercício, fundado na década de 70. Ao lado de Cici Pinheiro, João Bênnio e Otavinho Arantes, foi um dos pioneiros das Artes Cênicas em Goiás. Funda­dor do curso de Teatro da Escola de Música e Artes Cênicas da Uni­versidade Federal de Goiás (Emac UFG), responsável por dezenas de cursos de dramaturgia, também foi professor de Língua Portugue­sa em várias instituições de ensino e autor de inúmeros livros e peças.

Em 2016, Zorzetti dirigiu a peça Todo o Brilho do Entarde­cer, que trazia o tema da tercei­ra idade. Atualmente, Anzóis no Aquário, peça de sua autoria, está em turnê pelo Estado com o apoio da Lei Goyazes.

Segundo a professora Sônia Araújo, gerente de Salas de Es­petáculos e Centros Culturais da Seduce, grande amiga de Hugo Zorzetti, ele estava internado no Hospital do Coração, em Goi­ânia, e faleceu por complica­ções decorrentes de um câncer no pâncreas. As informações so­bre velório e sepultamento ainda não foram divulgadas.”

tags:

Comentários

Mais de Entretenimento

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio