Entretenimento

Hoje na História

diario da manha
Projeto MKULTRA da CIA fez uma série de experimentos cruéis e nefastos com o cérebro humano

ACONTECIMENTOS HISTÓRICOS:

1111 – Henrique V é coroado im­perador do Sacro Império Romano­-Germânico.

1204 – Cerco de Constantino­pla pelas tropas da Quarta Cruza­da termina com a conquista e sa­que da cidade.

1598 – O rei Henrique IV da França decreta o Edito de Nantes, conferindo liberdade de religião aos huguenotes(calvinistas).

1612 – Miyamoto Musashi derrota Sasaki Kojirō na ilha de Funajima. – Miyamoto Musashi (Harima, c. 1584 – Higo , atual Ku­mamoto, junho de 1645), também conhecido como Shinmen Take­zō, Miyamoto Bennosuke ou pelo nome budista Niten Dōraku, foi um espadachim e ronin, por vezes iden­tificado como um samurai, nasci­do onde hoje é o Japão moderno, criador do estilo de luta com duas espadas chamado Niten Ichi Ryu (ou Hyoho Niten Ichi Ryu Kenjut­su) e escritor do tratado sobre ar­tes-marciais conhecido como o Li­vro dos Cinco Anéis.

1742 – O oratório Messias de Georg Friedrich Händel faz sua es­treia mundial em Dublin, Irlanda.

1829 – O Ato de Ajuda Católica concede aos católicos romanos no Reino Unido o direito de votar e de ser eleito para o Parlamento.

1846 – Inaugurado o Teatro Na­cional D. Maria II, durante as co­memorações do 27 aniversário de D. Maria II.

1849 – Hungria se torna uma re­pública.

1861 – Guerra de Secessão: For­te Sumter se rende às forças confe­deradas.

O Massacre de Jallianwala Bagh

1919 – Massacre de Jallianwala Bagh: tropas britânicas matam cerca de 379 manifestantes de­sarmados em Amritsar, no nor­te da Índia; 1 200 ficam feridos. – O Massacre de Jallianwala Bagh, também conhecido como o Mas­sacre de Amritsar, foi um assassí­nio em massa ocorrida na cidade de Amritsar, no norte da Índia, em 13 de abril de 1919. Foi perpetrado por tropas do Raj Britânico contra manifestantes que reivindicavam a independência da Índia. O even­to foi motivado pela ampliação dos poderes de emergência ao gover­nador britânico na Índia, Udham Singh, durante a Primeira Guerra Mundial, com o intuito de comba­ter a subversão. O ativista e político indiano Mahatma Gandhi convo­cou todos os hindus para se opo­rem a esta ação. Quando os líde­res locais se aliaram no Congresso Nacional Indiano, foram presos, o que fez com que os seguidores se reunissem para protestar. Sob o co­mando do general Reginald E. H Dyer, tropas britânicas foram en­viadas para restaurar a ordem e fo­ram à praça chamada Jallianwalla Bagh, onde entraram em confron­to com cerca de 20 mil manifes­tantes desarmados. Depois que os soldados se posicionaram na úni­ca saída da praça, Dyer ordenou que eles disparassem sem avisar a multidão (que incluía mulheres e crianças). Cerca de 1600 balas fo­ram disparadas durante 10 a 15 mi­nutos. Estimou-se entre 380 a 1000 os mortos no massacre, e 1200 fe­ridos aproximadamente.

1941 – Assinado o Pacto de Neu­tralidade entre a União Soviética e o Japão.

1943 – Segunda Guerra Mun­dial: é anunciado a descoberta de valas comuns de prisioneiros de guerra poloneses mortos por forças soviéticas no Massacre da Floresta de Katyn, resultando em uma crise diplomática entre o Go­verno polonês no exílio em Lon­dres e a União Soviética, que nega a responsabilidade.

1945 – Segunda Guerra Mundial: forças soviéticas e búlgaras captu­ram Viena, Áustria.

1953 – O diretor da CIA, Allen Dulles, inicia o programa de con­trole mental, o Projeto MKUltra. – MKULTRA foi o nome de códi­go dado a um programa ilegal e clandestino de experiências em seres humanos, feito pela CIA – o Serviço de Inteligência dos Estados Unidos da América. As experiências em seres humanos visavam identifi­car e desenvolver drogas e procedi­mentos a serem usados em interro­gatórios e tortura, visando debilitar o indivíduo para forçar confissões por meio de controle de mente. As várias drogas utilizadas, todas do tipo drogas psicoativas, incluiram Mescalina, LSD e outras. As expe­riências do MKULTRA têm relação com o desenvolvimento de técni­cas de tortura contidas nos Manuais KUBARK divulgadas também pelos treinamentos da Escola das Améri­cas. No livro “Torture and Democra­cy” (Tortura e Democracia em Por­tuguês), do Professor Darius Rejali, ele traça a história do desenvolvi­mento de métodos de tortura in­cluindo a passagem pelos estudos da CIA no MKULTRA, os Manuais KUBARK, as técnicas utilizadas em Abu Ghraib e a evolução de tortura desde os tempos medievais como uma atividade de interesse de vá­rios governos. O historiador Profes­sor Alfred W. McCoy, em seu livro intitulado “Uma questão de Tortu­ra: Interrogatórios da CIA da Guer­ra Fria à Guerra ao Terrorismo” (tí­tulo original em inglês: Question of Torture: CIA Interrogation, From the Cold War to the War on Terror ISBN 0-8050-8041-4), documenta a rela­ção dos experimentos do MKUL­TRA e sua evolução cuminando na tortura em Abu Ghraib, Guantána­mo e técnicas ainda utilizadas pelos Estados Unidos em prisões dentro e fora do país. O autor e psiquiatra Harvey Weinstein estabeleceu o re­lacionamento direto das pesqui­sas em controle da mente feitas na Inglaterra pelo psiquiatra britani­co William Sargant, envolvido nas pesquisas do MKULTRA na Ingla­terra, com as experiências de Ewen Cameron no Canadá, também para o MKULTRA e com métodos atual­mente usados como meios de tor­tura, a exemplo do uso de drogas alucinógenas como agentes desini­bidores e da privação de sono. Ewen Cameron frequentemente contou com a colaboração de William Sar­gant, tendo ambos sido ligados aos experimentos da CIA.

1958 – Guerra Fria: o norte-ame­ricano Van Cliburn vence a com­petição inaugural da Internacional Tchaikovsky em Moscou.

1960 – Os Estados Unidos lan­çam o Transit 1-B, o primeiro sis­tema de navegação por satélite do mundo.

1964 – No Oscar, Sidney Poi­tier se torna o primeiro afro-a­mericano a ganhar o prêmio de Melhor Ator pelo filme de 1963 Lilies of the Field. – Sidney Poi­tier KBE (Miami, 20 de fevereiro de 1927) é um ator, diretor, autor e diplomata bahamense, nascido nos Estados Unidos. Poitier cres­ceu em Cat Island, nas Bahamas. Em 1963 fez história ao se tornar o primeiro ator negro da história a receber o prêmio Oscar de me­lhor ator principal por sua per­formance no drama Uma Voz nas Sombras (Lilies of the Field) em 1963. Em 2002 se tornou o primei­ro artista negro a receber um Os­car honorário pelo conjunto da obra. É pai da também atriz Syd­ney Tamiia Poitier.

1970 – Um tanque de oxigênio a bordo da Apollo 13 explode, colo­cando a tripulação em grande pe­rigo e causando grandes danos à nave espacial, durante a viagem de ida à Lua.

1972 – A União Postal Univer­sal decide reconhecer a China como a única representante le­gítima chinesa, efetivamente ex­pulsando Taiwan.

1975 – Massacre do Ônibus no Líbano: um ataque realizado pela resistência falangista mata 26 membros da milícia da Fren­te Popular para a Libertação da Palestina, marcando o início da Guerra Civil Libanesa, que du­raria quinze anos. – A Frente Po­pular para a Libertação da Pales­tina é uma organização política e militar palestiniana de orien­tação marxista-leninista funda­da em 1967. Outrora uma im­portante organização, a Frente Popular para a Libertação da Pa­lestina perdeu importância nos anos 90, tendo ressurgido duran­te a Segunda Intifada, iniciada em Setembro de 2000. A União Eu­ropeia e os Estados Unidos classi­ficam a organização de terrorista.

1987 – Portugal e China assi­nam a “Declaração Conjunta Si­no-Portuguesa sobre a Questão de Macau”, um acordo sobre a devo­lução de Macau em 1999 à Repú­blica Popular da China.

2017 – Estados Unidos lan­çam maior bomba não-nuclear da história sobre o Afeganistão, a GBU-43, numa zona então su­postamente ocupada por ele­mentos do ISIS.

Bandeira da Frente Popular para a Libertação da Palestina

 

 

NASCIMENTOS:

1885 – György Lukács ou Georg Lukács ( Budapeste, 13 de abril de 1885 – Budapeste, 5 de ju­nho de 1971) foi um filósofo hún­garo de grande importância no cenário intelectual do século XX. Segundo Lucien Goldmann, Lu­kács refez, em sua acidentada tra­jetória, o percurso da filosofia clás­sica alemã: inicialmente um crítico influenciado por Immanuel Kant, depois o encontro com Friedrich Engels e finalmente, a adesão ao marxismo. Seu nome completo era Georg Bernhard Lukács von Szege­din em alemão ou Szegedi Lukács György Bernát em húngaro.

Marília ao microfone e Noel Rosa à direita. Atrás dela, o irmão Henrique Batista

1918 – Marília Monteiro de Barros Batista (Rio de Janeiro, 13 de abril de 1918 – 9 de julho de 1990) foi uma cantora, composito­ra e instrumentista brasileira. Uma das mais importantes intérpretes da obra de Noel Rosa, que gra­vou com ela em dupla seis de suas composições: De Babado, Cem Mil Réis, Provei, Quantos Beijos, Você Vai Se Quiser e Quem Ri Melhor. Em 1940, após a morte do compo­sitor, lançou o seu Silêncio de Um Minuto, um clássico. Dona de tim­bre grave característico, ela mesma compositora de recursos, dedicou­-se a divulgar preferencialmente a obra de Noel Rosa. De sua própria autoria é, por exemplo, o samba Menina Fricote, imortalizado em disco por Araci de Almeida:

Não sei que doença deu na Ri­soleta>

Que agora só gosta de ouvir opereta

Está cheia de prosa, cheia de orgulho, cheia de chiquê

E faz fricote como o quê.

Não canta mais samba

Só quer imitar Lucienne Boyer:

Parlez-moi d´amour…

Só quer l´argent, l´argent tou­jours.

(Menina Fricote, de Marília e Henrique Batista, trecho)

 

 

 

MORTES:

585 – São Hermenegildo (ca. 564 – Tarragona, 13 de Abril de 585) era filho do rei visigodo Leovigildo, e irmão de Recaredo. Educado no arianismo imperante entre os visigo­dos da Península Ibérica de então (ao contrário da população hispano-ro­mana, que era maioritariamente ca­tólica), a sua conversão ao catolicis­mo fê-lo enfrentar o seu pai e causou uma contenda militar, a qual termi­naria na sua captura e execução. Foi canonizado em 1585 como mártir da Igreja Católica; é o patrono dos con­vertidos, e celebra-se no aniversário da sua morte, a 13 de abril.

2015 – Eduardo Hughes Galea­no (Montevidéu, 3 de setembro de 1940 – Montevidéu, 13 de abril de 2015) foi um jornalista e escritor uru­guaio. É autor de mais de quarenta livros, que já foram traduzidos em diversos idiomas. Suas obras trans­cendem gêneros ortodoxos, com­binando ficção, jornalismo, análise política e História.

 

Comentários

Mais de Entretenimento

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio