Entretenimento

O livro espírita ainda influencia uma legião

diario da manha

Vinte e cinco anos depois, a obra mais notável da literatura es­pírita continua a esclarecer e con­solar os dois lados da vida. Com mais de 2 milhões de exemplares vendidos, Violetas na Janela fez parte das mais diversas histórias de vida dos leitores, e emociona a todos os corações.

O best-seller brasileiro, publi­cado a primeira vez em 1993 pela editora Petit, da médium Vera Lú­cia Marinzeck de Carvalho, foi di­tado pelo espírito Patrícia.

O livro já ganhou algumas adaptações, como uma peça tea­tral e uma história em quadrinhos.

A história começa com o de­sencarne de Patrícia, aos 19 anos. No mundo dos espíritos, recorda que despertou tranquilamente no plano espiritual, sentindo-se en­tre amigos. Feliz com a acolhida, adaptou-se à nova vida auxilia­da por espíritos benfeitores que a receberam na Colônia São Se­bastião.

Em Violetas na Janela, Patrícia explica o que é a desencarnação. Descreve as belezas do plano es­piritual, onde não faltam trabalho, estudo e diversão. No início, esta­va cheia de dúvidas… Do que se alimentaria? O que vestiria? Sen­tiria as mesmas necessidades? En­frentaria o calor, o frio? Aos pou­cos, tudo se esclareceu ao conviver com outros jovens desencarnados.

Conheça o outro lado da vida: entenda como devemos proceder diante da morte de um ente que­rido – o que fazer para superar a separação e confortar aquele que partiu. Patrícia exemplifica a lição, relembrando a inesquecível ajuda que recebeu de familiares espíritas.

 

Comentários

Mais de Entretenimento

10 de julho de 2019 as 09:38

HORÓSCOPO 10/07/2019

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio