Entretenimento

Insatiable: Criadora da série e executiva da Netflix defendem a comédia

diario da manha

Faltando cerca de 5 dias para a estreia de Insatiable, nova série da Netflix, a própria criadora Lauren Gussis e a vice-presidente de conteúdo original da Netflix saíram em defesa da nova produção após a série ser acusada de gordofóbica, o que gerou uma petição com mais de 200 mil assinaturas.

“Quando eu tinha 13 anos, eu era suicida. Meus melhores amigos me largaram e eu queria vingança. Eu pensei que se eu ficasse bonita, eu sentiria que era o suficiente”, escreveu Gussis, que pediu “uma chance” para a atração. “Em vez disso, desenvolvi um distúrbio alimentar…É o tipo de raiva que faz você querer fazer coisas obscuras. […] Eu ainda não estou confortável na minha pele… Mas eu estou tentando compartilhar minha visão – compartilhar minha dor e vulnerabilidade por meio do humor. É apenas o meu jeito. […] Este show é uma narrativa preventiva sobre o quão prejudicial pode ser acreditar que o julgamento dos outros é mais importante.”

Contudo, durante uma conferência de críticos de televisão, Cindy Holland disse que Insatiable foi criada a partir de um desejo de Lauren Gussis, que resolveu explorar questões baseadas em suas próprias experiências. “A mensagem do programa é que o mais importante é que você se sinta confortável consigo mesmo”, completou Holland.

Insatiable vai mostrar a vingança de Jessie interpretada pela atriz Debby Ryan, uma garota que sofria bullying na escola por causa de seu peso. Depois de se tornar magra, devido a uma doença, ela começa a ganhar a admiração de todos e enfim poderá colocar seu plano em ação.

(Foto/Divulgação)

tags:

Comentários

Mais de Entretenimento

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio