diario da manha
Primeiro filme colorido, O Cantor de Jazz, dirigido pelo estadunidense Alan Crosland, foi lançado no dia 6 de outubro de 1927(FOTO: REPRODUÇÃO)

EVENTOS HISTÓRICOS

891–É eleito o Papa Formoso. Nasceu em Óstia, Itália. Enquanto era cardeal, foi excomungado por João VIII por ter coroado Arnulfo como rei da Itália- mais tarde foi im­perador da Alemanha. Cronistas franceses atribuem a este papa o pa­rentesco com o futuro papa Roma­no, dizendo tratarem-se de primos irmãos. A ele se deve a conversão dos búlgaros. Desordens políticas na França, Alemanha e Itália pre­judicaram a Igreja, durante o seu pontificado. Nove meses após a sua morte, o cadáver de Formoso foi exumado da cripta papal para ser julgado perante um Sínodo do Ca­dáver, presidido por Estêvão VI (que era o papa 113º e o que estava no po­der). O papa falecido foi acusado de excessiva ambição pelo cargo papal, e todos os seus atos foram declara­dos nulos. O cadáver foi despido das vestes pontifícias, e os dedos da mão direita foram amputados. Foi então enterrado em cemitério para estran­geiros, como forma de desonra. De­pois, foi novamente exumado, ten­do seu corpo esquartejado e jogado no Rio Tibre. Seu corpo fôra recupe­rado mais tarde, e, por fim, enterra­do na Basílica de São Pedro,como vestes papais, junto a outros pontí­fices mortos.

1807–Humphry Davy inicia pri­meiras experiências com a eletró­lise com a obtenção do elemento químico potássio.Davy tornou-se conhecido devido às suas experiên­cias sobre a acção fisiológica de al­guns gases, como o protóxido de azoto (ou óxido nitroso)–conheci­do como gás hilariante. Em 1801 foi nomeado professor catedrático no Royal Institution da Grã-Bretanha e membro da Royal Society, que viria a presidir mais tarde. Em 1800, Ales­sandro Volta apresentou a primeira pilha elétrica ou bateria. Davy usou esta bateria elétrica para separar sais em um processo hoje conhecido como eletrólise. Com muitas bate­rias em série ele foi capaz de sepa­rar o potássio e o sódio em 1807 e o cálcio, estrôncio, bário e magnésio em 1808. Também mostrou que o oxigênio não poderia ser obtido da substância conhecida como óxi­do-muriática ácida e provou ser a substância um elemento ao qual chamou de cloro. Também estudou as energias envolvidas na separação destes sais, que hoje constituem o campo da eletroquímica. Estudan­do os fenômenos elétricos, concluiu que as transformações químicas e elétricas são fenômenos conceitual­mente distintos, porém produzidos pela mesma força: a atração e repul­são de cargas elétricas. Em 1811, Sir Humphry Davy descobriu o dióxido de cloro, através do clorato de potás­sio acidificado com ácido sulfúrico, o gás resultante da reação era por ele chamado de “The green-yellow gas Chlorine” (O amarelo e esverdeado Gás Cloro).

1927–O Cantor de Jazz, primeiro filme falado da história, tem pré-es­treia em Nova York. The Jazz Singer é um filme musical estadunidense de 1927, dirigido por Alan Crosland, considerado como o primeiro lon­ga com falas e canto sincronizado a um disco de acetato — desde en­tão, os filmes mudos foram perden­do a vez para os falados, ou talkies, que se tornaram a grande novidade. Al Jolson foi o ator principal do fil­me e o primeiro a falar e cantar num filme, com sua voz gravada em ban­da sonora sincronizada. Na verda­de sempre existiu a fala e o canto no cinema, pois em muitas das pri­meiras projeções os atores e atrizes cantavam escondidos atrás da tela, como uma dublagem, assim como muitos pianistas ficavam a fren­te da tela, improvisando, enquan­to a projeção dos primeiros curtas seguia. Por isto, O Cantor de Jazz é considerado o primeiro filme onde o som estava gravado, mas separa­damente, tocando em um disco de acetato. The Jazz Singer foi produ­zido pela Warner Bros. com o siste­ma sonoro Vitaphone. Al Jolson, fa­moso cantor de jazz da época, canta várias canções no filme, dirigido por Alan Crosland. A história é basea­da numa peça de mesmo nome, um grande sucesso da Broadway em 1925, remontada em 1927, com George Jessel no papel principal. Foi um dos primeiros filmes a ganhar o Oscar, dividindo a premiação espe­cial com O Circo, de Charlie Chaplin

1965–O presidente Castelo Branco envia ao Congresso medi­das para endurecer o regime dita­torial no Brasil. Golpe de Estado no Brasil em 1964 designa o conjunto de eventos ocorridos em 31 de mar­ço de 1964 no Brasil, que culmina­ram, no dia 1.º de abril de 1964, com um golpe militar que encerrou o go­verno do presidente democratica­mente eleito João Goulart, também conhecido como Jango.Os militares brasileiros favoráveis ao golpe e, em geral, os defensores do regime ins­taurado em 1964 costumam desig­ná-lo como “Revolução de 1964”, “Contragolpe de 1964” ou “Contrar­revolução de 1964”.Todos os cinco presidentes militares que se suce­deram desde então declararam-se herdeiros e continuadores da Re­volução de 1964. Já a historiografia brasileira recente defende a ideia de que o golpe, assim como a di­tadura que se seguiu, não deve ser considerado como exclusivamen­te militar, sendo, em realidade, civil­-militar. Segundo vários historiado­res, houve apoio ao golpe por parte de segmentos importantes da so­ciedade: os grandes proprietários rurais, a burguesia industrial pau­lista,uma grande parte das classes médias urbanas (que na época gi­rava em torno de 35% da população total do país) e o setor conservador e anticomunista da Igreja Católi­ca (na época majoritário dentro da Igreja) que promoveu a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, realizada poucos dias antes do gol­pe, em 19 de março de 1964 Jango havia sido democraticamente eleito vice-presidente pelo Partido Traba­lhista Brasileiro(PTB) – na mesma eleição que conduziu Jânio da Sil­va Quadros, do Partido Trabalhis­ta Nacional (PTN), à presidência, apoiado pela União Democrática Nacional (UDN). O golpe estabele­ceu um regime autoritário e nacio­nalista, politicamente alinhado aos Estados Unidos, e marcou o início de um período de profundas modi­ficações na organização política do país, bem como na vida econômi­ca e social. O regime militar durou até 1985, quando Tancredo Neves foi eleito, indiretamente, o primeiro presidente civil desde 1964.

1973–Guerra do Yom Kippur. Guerra do Yom Kippur também conhecida como Guerra Árabe-Is­raelense de 1973, Guerra de Outu­bro, Guerra do Ramadão (Ramadã, na forma brasileira) ou ainda Quar­ta guerra Árabe-Israelense, foi um conflito militar ocorrido de 6 de ou­tubro a 26 de outubro de 1973, en­tre uma coalizão de estados árabes liderados por Egipto e Síria contra Israel. O episódio começou com um ataque inesperado do Egipto e Sí­ria. Planejado para o dia do feriado judaico Yom Kippur, Egipto e Síria cruzaram as linhas de cessar-fogo no Sinai e nas colinas do Golã, res­pectivamente, que vinham captura­das, por Israel, já em 1967 durante a Guerra dos Seis Dias. Inversamen­te ao fator surpresa, usado pelos is­raelenses na Guerra dos Seis Dias durante os primeiros dias, egípcios e sírios avançaram recuperando par­tes de seus territórios. O cenário co­meçou a se inverter para o lado de Israel na segunda semana de lutas, quando os israelenses fizeram os sírios retrocederem nas colinas de Golã enquanto o Egito mantinha sua posição no Sinai, fechando a comunicação entre a linha Bar-Lev e Israel, porém este também sem comunicação com o Egito. Ao sul do Sinai, os israelenses encontra­ram uma “brecha” entre os exér­citos egípcios e conseguiram cru­zar para o lado oeste do canal de Suez no local onde a a grande mu­ralha Bar-Lev não havia sido toma­da, e ameaçaram a cidade egípcia de Ismaília. Este desenvolvimen­to levou as duas superpotências da época, os Estados Unidos, defen­der os interesses de Israel, e a URSS, dos países árabes, a uma tensão di­plomática. Mas um cessar-fogo das Nações Unidas entrou em vigor de forma cooperativa em 25 de outu­bro de 1973.

1977–Primeiro vôo do avião de caça MiG-29. Mikoyan MiG- 29 (nome de código da NATO Ful­crum ) é um caça utilizado em combate aéreo . Desenvolvido no início da década de 1970, entrou ao serviço da União Soviética em 1983 e mantêm-se operacional até os dias de hoje na Força Aérea Russa, bem como nos países para onde foi exportado. Neste sentido, o elevado custo de manutenção tem levado a Força Aérea Russa e outros países como a Hungria a tentar se livrar de seus Mig-29, entretanto poucos países têm de­monstrado interesse na aquisição destes equipamentos A concep­ção do MiG-29, tal como o Su-27 Flanker da Sukhoi, iniciou-se em 1969, quando a União Soviética tomou conhecimento da existên­cia do programa ‘FX’ da Força Aé­rea dos Estados Unidos, que iria culminar na produção do F-15 Eagle. Ainda antes do desenvol­vimento deste avião, os soviéticos se deram conta de que os novos caças iriam representar avanços significativos em termos tecnoló­gicos, comparativamente aos ca­ças existentes. O MiG-21 Fishbed mostrava-se até então ágil, segun­do os padrões da época, embora o seu tamanho inserisse deficiên­cias no alcance, armamento e po­tencial de expansão. O MiG-23 Flogger, desenvolvido para equi­parar o F-4 Phantom II, era rápido e dispunha de mais espaço para equipamento e combustível, mas a manobrabilidade e capacidade de combate direto (dog fighting) mostrava-se deficiente. Os sovié­ticos necessitavam, assim, de um caça mais equilibrado, concen­trando mais agilidade e sistemas sofisticados.

1987–Proclamação da repúbli­ca no arquipélago de Fiji. A políti­ca das Fiji normalmente ocorre no quadro de uma república demo­crática parlamentar representativa, em que o primeiro-ministro de Fiji é o chefe de governo e o presiden­te é o chefe de Estado, onde há um sistema multipartidário. O poder executivo é exercido pelo governo, o poder legislativo é atribuído ao governo e ao Parlamento de Fiji, e o poder judiciário é independente do executivo e da legislatura.Uma constituição proclamada em 1990 garantiu o controle do país pela po­pulação fijiana, mas deu origem a grande emigração de indianos. A perda de população levou a difi­culdades econômicas, mas garan­tiu que os melanésios se tornas­sem majoritários no país. Em 1992 ocorrem eleições que são vencidas pelo Partido Político Fijiano. Uma revisão realizada em 1997 tornou a constituição de Fiji mais equita­tiva. Realizaram-se eleições livres e pacíficas em 1999, que resultaram num governo liderado por um in­do-fijiano. Um ano mais tarde, o governo foi deposto por um gol­pe de estado liderado por George Speight, um nacionalista fijiano de linha dura. A democracia foi res­taurada em finais de 2000 e Laise­nia Qarase, que liderara um gover­no interino desde o golpe, foi eleito primeiro-ministro. Para um país do seu tamanho, Fiji tem forças arma­das excepcionalmente eficientes, e tem sido um contribuinte impor­tante em missões de manutenção de paz das Nações Unidas em vá­rios pontos do globo.

 

NASCIMENTOS:

Expoente da música romântica, Altemar Dutra nasceu
no dia 6 de outubro de 1940

1940 – Altemar Dutra, can­tor e compositor brasileiro. Su­cesso em toda a América Lati­na, interpretando obras como “Sentimental Demais”, “O Tro­vador”, “Brigas” e “Que Queres Tu de Mim”, boa parte das can­ções de autoria da dupla Evaldo Gouveia e Jair Amorim, foi pro­gressivamente destacando-se no gênero musical bolero. De fato, veio a ser aclamado como o “rei do bolero” no Brasil. Em 1964, gravou com grande su­cesso Que queres tu de mim, O trovador, Sentimental demais e Somos iguais (todas de Evaldo Gouveia e Jair Amorim). Des­tacou-se também na América Latina, fazendo apresentações em vários países e gravando um LP com Lucho Gatica: El bolero se canta así. Com suas versões em espanhol, chegou a vender mais de 500 mil cópias na Amé­rica Latina. Depois de ter domi­nado as paradas de sucesso lo­cais, a partir de 1969 passou a conquistar fãs de origem latina nos Estados Unidos. Em pouco tempo tornou-se um dos mais populares cantores estrangeiros nos Estados Unidos. Apresenta­va um show para a comunida­de latino-americana, no clu­be noturno “El Continente”, em Nova Iorque, quando faleceu aos 43 anos, de derrame cere­bral. Foi casado com a cantora Marta Mendonça, tendo dois filhos, Deusa Dutra e Altemar Dutra Júnior, este também a se­guir carreira artística.

1948 – ngelo Máximo, can­tor goianiense. ngelo come­çou como calouro no progra­ma Show de Calouros (SBT), onde teve seu lugar reconhe­cido na música. Após isso pro­duziu uma série de músicas que se tornaram sucesso ven­dendo centenas de milhares de cópias e conquistando discos de ouro. Músicas de maior su­cesso como Domingo Feliz, A Primeira Namorada e Vem Me Fazer Feliz, dentre outras apa­receram nos primeiros lugares na audiência das rádios. Che­gou a gravar versões das mú­sicas de seu ídolo absoluto El­vis Presley, o qual era também uma fonte em seu estilo de ves­timenta e as famosas costele­tas dos anos 70 que ngelo usou junto aos seus macacões. Além de apresentar-se por pratica­mente todo o Brasil, fez tam­bém shows em países como Es­tados Unidos e Canadá. Segue apresentando-se em progra­mas de televisão e fazendo sho­ws pelo país. Além de cantor, é também o proprietário de dois restaurantes no bairro paulis­tano Vila São Francisco.

Comentários