Home / Entretenimento

ENTRETENIMENTO

Laura Pausini lança o álbum de inéditas "Anime Parallele" / "Almas Paralelas"

Projeto chega nas versões em italiano e espanhol

Imagem ilustrativa da imagem Laura Pausini lança o álbum de inéditas "Anime Parallele" / "Almas Paralelas"

Durante os anos de expectativa, Laura fez uma turnê mundial, lançou filme biográfico, ganhou um Globo de Ouro, foi indicada ao Oscar, além de ganhar vários outros prêmios. 2023 marca o 30º ano de uma carreira incrível, que começou com uma maratona de shows feitos em 24 horas, em Nova York, Madri e Milão. Além disso, Laura Pausini é a Personalidade do Ano 2023 da Academia Latina da Gravação™.

Antecipado pelo sucesso do single “Durare” / “Durar”, escolhida como música-tema da série Disney+ “I Leoni di Sicilia”, e pelas faixas “Un buon inizio” / “Un buen início” e “Il primo passo sulla Luna” / “El primer paso en la luna”, o álbum chega como um projeto importante e ambicioso, que celebra indivíduos e suas diferentes experiências. Um disco conceitual que engloba histórias de diferentes pessoas, inclusive de Laura, cujo sonho é que o mundo compartilhe os lugares, mesmo que com ideias diferentes, onde exista respeito e amor. No Brasil, “Durar (Uma Vida como Você)” ganhou uma versão em português com participação de Tiago Iorc.

“Este disco celebra o direito à individualidade do ser humano, como cidadãos que habitam o mundo e percorrem juntos os mesmos caminhos, mas com almas, sonhos e desejos diferentes. Por isso, se chama ‘Anime Parallele’ / ‘Almas Paralelas’. Almas que vivem no mundo, com infinitas possibilidades de caminhos, que assim como as faixas de pedestres, não necessariamente se cruzam, mas ainda assim criam paralelos. O verdadeiro objetivo é acolher até aqueles que não cruzam nosso caminho. Porque é fácil respeitar aqueles que conhecemos, mas tem que ser igualmente fácil respeitar aqueles que não conhecemos. Temos pontos de vista, culturas e ideias diferentes, por isso não somos as mesmas pessoas, e reconhecer esta diversidade é um valor e também um desafio”, conta Laura.

Num mundo de indiferença e julgamentos precipitados, Laura escolhe o caminho do respeito e da empatia, e promete mostrar mais uma vez o seu desejo de ser uma mulher forte. Mesmo com suas próprias preocupações e dúvidas, ela segue coerente consigo mesma e com o seu caminho, nunca deixando de se questionar.

A cantora complementa: “A pandemia nos obrigou a ouvir nossos próprios pensamentos e questionamentos, até que voltamos à vida diferentes de quem éramos antes. Almas Paralelas homogeneizadas pelo medo de exclusão, ainda mais distantes umas das outras e com menos pontos de encontro. Pensei em como eu queria sobreviver e enfrentar esta nova realidade. Não encontrei todas as respostas, mas continuo à procura delas. Neste processo, percebi que a única forma seria começar a olhar de fora, como se meus olhos estivessem acima de mim, acima de nós, pequenos seres humanos que caminham pelas ruas do mundo. Coloquei a individualidade e o direito de ser respeitado no centro de tudo e foi assim que criei o fio condutor que conecta todas as faixas do meu álbum.”

Seguindo esse conceito, Laura representa cada música por meio de um ou mais personagens, que interagem com um objeto diferente, e juntos se tornam seu símbolo, presentes nas faixas de pedestres, retratadas sob vários pontos de vista. Na versão standard, com uma foto de cima, como grupo na versão do vinil, e em cards individuais na versão especial deluxe.

Faixa a Faixa

ZERO / CERO

O ato “Zero” do Anime Parallele/Almas Paralelas é a canção libertadora de uma mulher que tem consciência das próprias necessidades, que opta por amar a si mesma e não mais se acomodar, desafiando o medo de enfrentar o desconhecido para descobrir novas emoções e experiências. A faixa tem um ritmo pop-dance firme e explosivo assim como a mensagem da letra, pois, quando se fala de emoções, não há meias medidas e “um segundo desperdiçado é um segundo perdido”.

UN BUON INIZIO / UN BUEN INICIO

Muito mais do que uma canção, essa faixa é uma declaração de intenções poderosas e viscerais, apoiada por um olhar moderno. Toda a luz e esperança que cada novo começo traz está dentro de nós, e a compreensão de que num mundo em constante mudança até “as cicatrizes servem para voar”, para ir e ver o que vem a seguir, sem ficar sentado no passado. Un buon inizio / Un buen inicio é um retrato de tudo o que levou Laura à celebração de sua carreira de 30 anos. A música estreou ao vivo no dia 27 de fevereiro durante a maratona de Nova York, Madrid e Milão, e segue Zero na tracklist, como se as duas faixas de alguma forma falassem entre si e abrissem caminho para a jornada Anime Parallele / Almas Paralelas.

DURARE / DURAR

Dedicada a quem sabe que é possível durar juntos, a balada centra duas pessoas que se conhecem, se desejam e vivenciam um amor que evolui ao longo do tempo, com paixão e comprometimento diário. Profunda e essencial, conta passo por passo como ainda é possível construir juntos um caminho de vida, descobrindo como é lindo compartilhar um destino. Essa música é dedicada a pessoas que sabem que durar, juntos, ainda é possível.

EPPURE NON È COSÌ / PERDONA SI NO ES ASÍ

Ao som de batidas pop/dance, Laura delineia em 3 minutos e 39 segundos os contornos das fragilidades de quem se sente exposto, equilibrado entre abraçar a liberdade e se adaptar às expectativas dos outros. Aqui, os riffs de guitarra elétrica entram como arranhões, rasgando o véu de uma realidade que não é o que parece.

COS’È / QUÉ ES

Uma introspecção profunda, viva, íntima e sincera. Uma aquarela de tons suaves para resgatar o sentimento de perplexidade de quem, tomado pelas lembranças, não consegue seguir em frente e se orientar para outro lugar. Levada pelo piano, a melodia desta balada ganha força gradualmente encontrando o seu clímax no refrão, onde está contido o significado mais profundo de uma questão que parece não ter resposta.

TUTTE LE VOLTE / TODAS LAS VECES

Um grito de melancolia e tormento, movido por uma paixão física que se torna obsessiva, quando se percebe que está vivendo um relacionamento errado e, apesar dessa constatação, não há mais o que fazer. As harmonias, delicadas e cadenciadas nos versos, explodem nos refrões poderosos, feitos de altos e baixos, num balanço de estados emocionais, de atração irresistível e de distanciamento dilacerante.

IL PRIMO PASSO SULLA LUNA / EL PRIMER PASO EN LA LUNA

Uma história de vínculos e perspectivas, de proximidade e distância intransponível. Com um som enérgico e com um belo groove eletrônico, Laura chama a atenção para uma amizade rompida por divergência de ideias, quando as pessoas se julgam parando em seus próprios pensamentos sem vontade de encontrar uma solução. Tudo acaba porque é mais fácil pisar na lua do que se encontrar no meio do caminho.

DIMORA NATURALE / HOGAR NATURAL

Uma caixa preciosa, as grossas paredes de dois corações, de mãe e de filha, o vínculo ancestral que as une desde o primeiro suspiro. Uma batida moderna e sons eletrônicos se misturam com uma letra e atmosfera tão envolventes quanto um abraço. “Dimora naturale / Hogar natural” é o local para onde sempre retornar, é uma habitação mútua. Uma canção em uníssono, onde os ambientes vão se tornando cada vez mais delicados, e a mistura sonora terna e sonhadora, suavizada pelo som de instrumentos de cordas.

PIÙ CHE UN’IDEA / MÁS QUE UNA IDEA

A consciência de estarmos unidos, de sermos mais do que uma ideia ganha forma e cor em imagens ternas e poéticas, frutos de uma intensa reflexão sobre o sentimento que une dois amantes, unidos por uma paixão avassaladora. Nesta faixa sincera, o cativante riff de guitarra conduz a música em direção ao refrão, onde o poder vocal icônico de Laura grita mais do que nunca por um amor profundo.

ANIME PARALLELE / ALMAS PARALELAS

Na faixa-título, Laura traça as linhas retas de diferentes vidas que, sem se cruzarem, são atraídas umas pelas outras por uma energia muito pura, uma conexão mágica e especial. A faixa pop cria um chamado para trilhar a trajetória da vida sem perder o contato com os outros.

PERÓ / PERO

Um retrato da consciência de um sentimento cujos traços iniciais desaparecem gradualmente. O fim de um relacionamento entre duas pessoas repletas de memórias inesquecíveis e segredos inomináveis passa pelas lentes da determinação de quem decidiu se colocar em primeiro lugar. A força da letra atinge sua expressão máxima no refrão no qual Laura enquadra o verso chave: “Não fui eu quem perdeu a gente”.

FLASHBACK / FLASHBACK

Uma faixa na qual a memória se desenrola num lento retrocesso do passado, dilacerante. A faixa abre um portal para um episódio que inevitavelmente marca o destino daqueles que sofrem violências que não podem ser mencionadas. Feitas de flashbacks que nenhuma memória consegue apagar, a história é verídica e trazida a Laura por uma fã de longa data, a quem a faixa é dedicada.

VENERE / VENUS

Com sintetizadores vibrantes e nuances pop, Laura narra uma jornada introspectiva em Venere/Vênus. Um som frio acompanhado pelo ritmo constante da percussão proporciona um tapete para aquela fuga do cotidiano necessária para se redescobrir, entre virtudes e defeitos. Um pouco como Vénus que, envolta em nuvens escuras, esconde na superfície uma atmosfera quente e profunda.

VALE LA PENA / VALE LA PENA

Poderosa e solene, assinada por Julio Reyes Copello, a introdução de cordas dá à faixa 14 uma abertura cinematográfica inesperada, anunciando um fluxo íntimo e delicado de pensamentos movidos pela nostalgia. Os momentos orquestrais dão amplo fôlego à trilha e profundidade àquela última cena fixada na memória, o último momento feliz juntos que vale a pena relembrar. Não adianta ter medo de amar por causa de um possível fim, sempre valerá a pena. Mais uma música inspirada por um fã, a faixa é dedicada a uma pessoa falecida em um acidente de carro. Empatia que sempre caracterizou a relação da artista com seu público.

OLTRE LA SUPERFICIE / MÁS ALLÁ DE LA SUPERFICIE

Apoiada no baixo elétrico, a faixa fala sobre uma pessoa especial, que sabe decodificar e amar até os lados mais difíceis da outra. Um hino pop-rock à beleza da cumplicidade entre almas que se encontraram e continuam se escolhendo dia após dia.

DAVANTI A NOI / FRENTE A NOSOTROS

Os altos e baixos emocionais do álbum encontram seu pouso seguro em "Davanti a noi / Frente a nosotros", trilha sonora de um dia muito especial, o casamento de Laura com Paolo. Entre os votos, a artista canta: “cuidar um do outro e superando desafios de mãos dadas, livres para escolher o outro sempre, em cada momento da vida.”

Faixas Bônus

NEMICA / ENEMIGA

Uma dedicação a si mesmo com um som pop rock que arrasta o ouvinte para o refrão. A letra explora a consciência, ser ao mesmo tempo um aliado ou inimigo de si mesmo. Uma viagem ao claro-escuro da alma, que atravessa todas as suas nuances, trazendo um tesouro profundo à luz: é justamente quando se está mais frágil, em conflito consigo mesmo, que surge o desejo de voltar para enfrentar o futuro e escrever com coragem sua própria história.

ALL’AMORE NOSTRO / A ESE AMOR TAN NUESTRO

O comovente conto de uma história no final da linha é o centro desta balada lenta, sensual, pontuada pelo piano, intensa e delicada, com letras introspectivas. Dentro, está aquela sensação de desilusão que permanece quando um relacionamento que deu errado deixou feridas tão profundas que as emoções do amor verdadeiro não podem ser retribuídas.

Leia também:

  

edição
do dia

Capa do dia

últimas
notícias

+ notícias