Esportes

Missão cumprida

diario da manha

Tigre bate o Anápolis e garante classificação para o quadrangular, com duas rodadas de antecedência

João Paulo Di Medeiros,Da editoria de Esportes

A primeira parte da missão foi cumprida com êxito. Com a vitória de ontem, sobre o Anápolis, 3 a 1, no Serra Dourada, o Vila Nova chegou aos 14 pontos conquistados e carimbou sua classificação para a fase semifinal. O time colorado espera os outros três classificados que formarão o quadrangular final que vai definir os dois clubes que sobem para a elite do futebol goiano.

Se o Tigre não conseguiu ser avassalador na fase de classificação como alguns colorados desejavam, o time não sofreu sustos para conquistar sua vaga na fase final da competição. Com 77% de aproveitamento, o Vila ainda joga contra América de Morrinhos e Novo Horizonte no encerramento da fase de classificação.

O Vila Nova volta a campo no próximo sábado (28), quando enfrenta o América, às 16h (de Brasília), no Centro Esportivo João Vilela, em Morrinhos. Na próxima rodada, o Anápolis está de folga. O Galo volta a jogar no dia 4 de abril, sábado, na última e decisiva rodada contra o América, no Jonas Duarte, em Anápolis.

 

O JOGO

A bola rolou no Serra Dourada sob uma chuva fina, que apesar de fria não espantou o torcedor colorado, que compareceu em bom número. Em campo, o time colorado começou melhor, mais ofensivo. Aos nove minutos, Matheus Anderson deu cruzamento invocado de trivela, mas Diego Palhinha não cabeceou bem e perdeu boa oportunidade.

Pelo lado do Anápolis, o mais perigoso era o atacante Moisés. Para delírio dos cerca de 50 torcedores do Galo que marcavam presença nas cadeiras do Serra Dourada. O Vila Nova só voltou a incomodar o goleiro Jair aos 23, com cabeceio de Frontini. O Anápolis respondeu com uma bola alçada na área, em cobrança de falta, mas Edson sofreu falta no lance.

Com a bola no chão, o Vila Nova encontrou o caminho do gol. Após jogada bem tramada, Frontini recebeu dentro da área aos 31 minutos e apenas rolou para a ponta direita. A bola ficou à feição de Matheus Anderson que bateu consciente para vencer o goleiro Jair. O time colorado saiu na frente.

O gol deu tranquilidade ao time colorado. O segundo tento não demorou para acontecer. Aos 39 minutos, o meia Robston cobrou falta da intermediária e encontrou o canto esquerdo. Jair até que tentou a defesa, mas não evitou o segundo do Vila Nova. No prejuízo, o Anápolis se lançou ao ataque e conseguiu descontar com o zagueiro Gilvan.

Sem a mesma folga que conseguira em determinado momento da primeira etapa, o Vila Nova controlava mais o jogo e tinha em Mateus Anderson sua válvula de escape. O Anápolis se aproximava do gol em jogadas alçadas na área.

O desafogo surgiu aos 13 minutos com bela jogada do camisa 10 colorado. Diego Palhinha recebeu a bola dentro da grande área, fintou a marcação e bateu no alto, sem chances para o goleiro Jair. O Tigre voltava a ficar tranquilo na partida.

Após falta de Gustavo Bastos na intermediária de defesa, jogadores de Anápolis e Vila Nova se desentenderam e um princípio de confusão aconteceu com troca de empurrões. Desfeito o imbróglio, o Tigre seguiu com as rédeas da partida.

O Vila Nova ainda teve ótima oportunidade em cobrança de falta feita por Luizão, que derrubou Dudu e foi expulso de campo. Mas a cobrança não rendeu frutos e o Vila só aguardou o apito final.

Comentários

Mais de Esportes